Além disso, 500 ganhará versão elétrica e Panda terá nova geração em 2021

Além de traçar ambiciosos projetos de renovação para as marcas Jeep, Alfa Romeo e RAM, a FCA também trabalha em programas de crescimento para a Fiat. Conforme relata a revista britânica Autocar, a FCA renovará todo o portfólio da marca de Turim nos próximos anos e promete aderir ao que há de mais moderno no mercado para igualá-la à concorrência, adotando inclusive tecnologias elétricas de propulsão.

+ Nos acompanhe também no Instagram Motor1.com Brasil

Neste caso, falamos da nova geração do pequeno 500, que se tornará um modelo elétrico e atuará como vitrine tecnológica da montadora. Além disso, os planos incluem uma nova geração para o Panda, novos membros para a família 500 e um inédito SUV para substituir o hatchback Tipo.

Galeria: Fiat planos 2018-2022 - Europa

Em entrevista concedida à publicação, Olivier François, CEO da Fiat, adiantou que a marca passará a atuar em duas frentes: uma composta por veículos da família 500 e outra gama de modelos ligeiramente maiores e mais populares, com apelo familiar. No primeiro caso, o novo 500 será protagonista e, como já dito, ganhará propulsão elétrica. Passará a contar, pela primeira vez, com quatro portas, mas não no estilo tradicional - as traseiras terão abertura do tipo suicida, a exemplo do BMW i3. A ideia é deixar o modelo mais espaçoso e, ao mesmo tempo, atender às preferências do mercado, que tem deixado de lado o gosto por veículos de apenas duas portas.

Ainda na família 500, haverá uma nova geração para o 500X, mas o monovolume 500L (lançado como sucessor da finada Idea) não terá a mesma sorte. Segundo a Autocar, a Fiat substituirá o modelo por uma versão station do próprio 500, provavelmente com o sobrenome Giardiniera (exatamente como no modelo original lançado na década de 1960). Nesta nova encarnação, porém, a perua será projetada com quatro portas para proporcionar espaço e conforto extras, na mesma linha do que o Mini fez com o Cooper. A volta dessa carroceria é especulada desde 2018 e, na época, Sergio Marchionne, ex-CEO da FCA, chegou a dizer que seria "o melhor carro da categoria em termos de habitabilidade".

Fiat Concept Centoventi

Já a outra frente de atuação da Fiat focará em modelos mais populares e de alto volume. O primeiro deles será o Panda, que ganhará uma nova geração em 2021 com forte inspiração no conceito Centoventi. Na sequência, o Tipo será substituído por um inédito SUV, que provavelmente compartilhará plataforma e diversos componentes com o Jeep Renegade. O visual também será inspirado no Centoventi (será, portanto, uma espécie de SUV do Panda), mas com preços acessíveis para não invadir a seara do 500X. “Estaremos presentes no segmento C, mas nada além disso. Todos os modelos terão entre 3,5 e 4,5 metros. É aqui que a Fiat vai jogar. E precisamos de mais modelos da linha 500 com refinamento legítimo para justificar o preço", explicou François.

Fonte: Autocar

Galeria: Fiat Tipo Sport