Complexo ganhou uma nova pista e atualização de equipamentos

Conhecido como CPCA, o Campo de Provas de Cruz Alta está localizado em Indaiatuba (SP) - como curiosidade, a poucos metros da fábrica do Toyota Corolla. Completando 45 anos, a pista de testes da General Motors ganhou de presente R$ 60 milhões em investimentos, incluindo uma nova pista para testes (são 17 no total) e a atualização de equipamentos das áreas já existentes. 

Nos sete laboratórios, desde motores até eletrônica, a preparação foi para a experimentação e validação de novos equipamentos e itens que estarão em novos modelos da General Motors nos próximos anos. O CPCA colabora no desenvolvimento da nova família global de modelos, que conheceremos em breve: as novas gerações de Onix, Onix Sedan e Tracker, além de uma inédita picape dupla abaixo da S10, para enfrentar a Fiat Toro. 

Galeria: Campo de Provas de Cruz Alta (GM)

A nova pista de teste simula diversos ângulos de longas subidas, e foi construída para simular situações para a calibração de equipamentos como piloto automático e até mesmo transmissões e motores. Juntas, as pistas totalizam 44 quilômetros e, em seis meses, é possível simular o uso de um automóvel em 10 anos ou 160.000 quilômetros. Veja números curiosos sobre o CPCA:

  • 10 mil testes/ano
  • 90 toneladas de sal grosso/ano para testes de corrosão de carroceria
  • 480 m³ de água são utilizados para homologação de um pneu em pista molhada chamada "Black Lake"
  • 1 mil litros de combustível/dia
  • 300 testes de impacto/ano

O CPCA também possui a única pista circular para velocidade máxima no Brasil, famosa por já ter aparecido em diversas propagandas marca na televisão. 

Fotos: divulgação