Versão naked da Ninja 400 utiliza motor de 48 cv e vai brigar com Yamaha MT-03 e KTM 390

Estrela da marca no Salão de Milão de 2018, a Kawasaki Z400 começa a ser vendida no Brasil em agosto. A naked, que substitui a Z300, é baseada na Ninja 400, sem a carenagem e com uma posição de dirigir mais ereta. Usa o motor bicilíndrico de 399 cc e 48 cv, o mesmo da Ninja 400 e que a coloca em posição destacada para brigar contra Yamaha MT-03 e KTM 390 Duke, com preço de R$ 22.990.

Galeria: Kawasaki Z400 2019 - Teste

Apesar do parentesco da Kawasaki Z400 com a Ninja 400, seu design está mais para sua irmã maior, a Z650. É possível notar as semelhanças no formato mais estreito do farol e na carenagem reduzida. O motor é o mesmo da Ninja 400, um bicilíndrico de 399 cm³ que gera 48 cv a 1.000 rpm e 3,9 kgfm de torque, trabalhando junto a um câmbio de 6 marchas com embreagem deslizante.

O resto da mecânica acompanha o motor para que a Z400 seja mais fácil de guiar. O entre-eixos é de 1,36 m e o centro de gravidade ficou mais baixo, dando mais agilidade no trânsito e equilíbrio nas curvas. A suspensão dianteira conta com garfo telescópico com curso de 120 mm, enquanto a traseira é monoamortecida com 130 mm de curso e cinco regulagens. Já os freios utilizam disco dianteiro de 310 mm e traseiro de 210 mm, com ABS de série.

A Kawasaki Z400 terá uma disputa difícil no mercado nacional. Por R$ 22.990, é mais barata do que a KTM 390 Duke, que custa R$ 24.990 e usa um motor monocilíndrico de 44 cv e 3,9 kgfm. Só que está levemente mais cara do que a Yamaha MT-03, vendida por R$ 22.290, com um motor bicilíndrico de 321 cm³ que gera 42 cv e 3,01 kgfm.

Fotos: Motor1.com