Tarifa cairá de 35% para 17,5% durante os próximos sete anos

Acordo assinado na semana passada pelo presidente Jair Bolsonaro visa o livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, incluindo a redução do Imposto de Importação para veículos comercializados entre os blocos econômicos. A meta é zerar o imposto em 15 anos, com reduções gradativas ao longo do período. 

Procurada pela reportagem do Motor1.com, a Anfavea (associação que reúne as principais montadoras do país) disse que está analisando o assunto e se pronunciará de forma oficial ainda nesta semana, durante sua coletiva de imprensa mensal.  

O que sabemos, até o momento, é que o acordo prevê reduzir o Imposto de Importação dos atuais 35% para 17,5% durante os primeiros anos - a data para a medida entrar em vigor ainda não foi divulgada. Essa redução, vale dizer, será acompanhada de uma cota máxima de 48 mil carros por ano. O que superar esse montante será taxado com os 35% atuais. 

Land Rover Discovery 2019

Depois dos sete primeiros anos, a tarifa então será reduzida aos poucos até chegar a zero ao final de 15 anos. Como reciprocidade, os veículos produzidos no Mercosul e exportados para a Europa teriam os mesmos benefícios, incluindo igual cota e redução paulatina do imposto. 

Mais detalhes serão explicados pela Anfavea nos próximos dias.

Fotos: arquivo Motor1.com e divulgação 

Galeria: Novo BMW 330i (lançamento Brasil)