Picapes serão construídas sobre a plataforma VSS-T e finalmente terão design alinhado

Após anos de parceria com a japonesa Isuzu, a General Motors mudará completamente sua estratégia global de desenvolvimento de picapes médias. Conforme relata o site GM Authority, a marca passará a tocar seus projetos de maneira independente e planeja unificar a linha atual de produtos em torno de um único modelo, reduzindo custos e economizando graças à produção em grande escala. Nesse sentido, as atuais camionetes S10 (vendida na América do Sul), Colorado asiática (Tailândia, Indonésia, além de Austrália e Nova Zelândia) e Colorado americana (Estados Unidos, México e Canadá) se tornarão um único modelo, recebendo apenas leves modificações regionais.

Galeria: Chevrolet S10 Turbodiesel 2019

Apesar de atualmente serem construídas sobre a mesma plataforma GMT31XX, as três picapes são bastante diferentes entre si. Enquanto a S10 sul-americana e a Colorado asiática são bastante parecidas (têm basicamente o mesmo design, motores e equipamentos), a Colorado vendida na América do Norte é substancialmente diferente. Além do visual exclusivo, possui motores próprios, interior único, lista de equipamentos modificada, estilos de carroceria diferenciados (incluindo cabine dupla com entre-eixos ampliado e caçamba alongada) e motores que não são oferecidos em nenhuma das outras duas variantes. Na prática, tantas particularidades acabam gerando custos extras e trazendo complexidade à cadeia produtiva global da marca.

Chevrolet Colorado ZR2
Chevrolet Colorado e Silverado Centennial Edition

Com a nova estratégia, as novas picapes continuarão sendo produzidas sobre uma mesma plataforma, mas além disso, passarão a ter design e diversos componentes unificados. A General Motors espera ter mais liberdade para tocar o projeto, tendo em vista que não estará mais vinculada à Isuzu (marca que tem a picape D-Max como fruto de sua parte na última parceria). Detalhes sobre o novo modelo ainda são desconhecidos, mas é certo que manterá características como robustez, confiabilidade e resistência, que são pontos em comum tanto para consumidores da América do Norte e do Sul quanto para clientes da Ásia, Oriente Médio e Oceania. A plataforma a ser usada poderá ser a base VSS-T, que abrigará todos os veículos construídos sobre chassi da General Motors, incluindo SUVs e picapes.

A estratégia de unificação reflete a tendência da indústria de procurar reduzir custos e simplificar processos. Só neste segmento, pelo menos três grandes grupos já confirmaram que terão picapes fundidas na próxima geração. É o caso da Toyota com os modelos Tacoma e Hilux, da Nissan-Mitsubishi com as próximas Frontier e L200, e da Ford/Volkswagen com as futuras Ranger e Amarok.

Fonte: GM Authority