No Brasil, SUV cupê ainda é dúvida

Apresentado oficialmente no último mês de maio, o crossover-cupê Arkana, da Renault, acaba de entrar em regime de pré-venda na Rússia, até agora seu único e principal mercado. Conforme explica a marca, clientes interessados já podem fazer reservas tanto nas concessionárias quanto no próprio site da empresa, tendo à disposição pelo menos 6 diferentes versões. Os preços, que variam e acordo com a motorização e o nível de equipamentos, começam em 999.999 rublos e alcançam 1.499.990 rublos - cerca de R$ 60.500 e R$ 90.800 numa conversão direta, respectivamente.

Galeria: Renault Arkana 2019

Com o Arkana, a estratégia da Renault é garantir preços acessíveis para este tipo de veículo, levando em consideração que este segmento atualmente é explorado apenas por montadoras de luxo como Audi, BMW e Mercedes-Benz. Não por acaso, a marca diz ter feito diversas pesquisas de mercado e constatado que muitos clientes desejavam um carro capaz combinar "a elegância de um sedã com as vantagens de um SUV". A elegância foi explorada no quesito design, enquanto as características de SUV foram evidenciadas por atributos como espaço, altura em relação ao solo, robustez e capacidade off-road.

Tomando como base a realidade das estradas e condições climáticas da Rússia, a oferta de um sistema de tração 4x4 é imprescindível. Portanto, desde o lançamento o Arkana será oferecido com opção 4WD, cujo funcionamento inclui os modos 2WD, Auto e Lock, além de funcionar até 80 km/h com distribuição exata de 50/50 entre as rodas dianteiras e traseiras. Sob o capô, são oferecidos motores 1.6 de 114 cv e 1.3 turbo de 150 cv, ambos movidos a gasolina. O câmbio pode ser manual de 5 ou 6 marchas e automático CVT. No caso do motor sobrealimentado, a marca garante consumo de 14,2 km/litro e autonomia de 700 km.

2019 Renault Arkana

No Brasil, o lançamento do Arkana ainda não foi confirmado. A Renault prepara para os próximos meses o anúncio de um novo ciclo de investimentos e fica a expectativa para uma explanação completa dos planos futuros da marca.

Fonte: Renault