Nova geração enfrenta testes off-road reais no Quênia antes de chegar às lojas

Principal lançamento da Land Rover neste ano, a nova geração do Defender está quase pronta para chegar ao mercado. Conforme explica a marca, os últimos testes de durabilidade estão sendo realizados em vários regiões do planeta e, especialmente no Quênia, a bateria de provas programada para o modelo acaba de ser finalizada. Por lá, protótipos camuflados foram usados para dar apoio ao transporte de suprimentos durante os trabalhos de rastreamento de leões selvagens. A experiência foi realizada em uma área de preservação de mais de 14 mil hectares na reserva natural de Borana e tocada pela organização Tusk, parceria da LR há mais de 15 anos.

Galeria: Land Rover Defender 2020 no Quênia

Durante a empreitada, o Defender percorreu desde regiões de planície até áreas de montanha e foi colocado à prova nas mais diversas situações. Entre outros desafios, o modelo atravessou rios, puxou reboques carregados, passou por planícies de areia, encarou trilhas rochosas com vários graus de inclinação e margens de rios com lama densa. No entanto, o desafio mais curioso foi dar apoio à substituição da coleira de rastreamento de um leão macho que estava sem funcionar. Para tanto, o animal foi sedado por meio de uma injeção disparada de dentro do próprio Defender.

Finalizada essa bateria de testes, a nova geração do Defender estará pronta para chegar ao mercado - algo que deve acontecer por volta do mês de setembro. Vale lembrar que, além do Quênia, testes intensos também foram realizados nos Estados Unidos, Reino Unido, Dubai e até no circuito alemão de Nürburgring, num total de 1,2 milhão de quilômetros. Já a produção será concentrada na nova fábrica da empresa em Nitra, na Eslováquia.

Fonte: Land Rover