Sedã terá motor 1.0 turbo de 125 cv e promete fazer 20,4 km/litro

A General Motors começa a vender o Chevrolet Onix Sedan na China, o primeiro carro da marca a usar a plataforma GEM feita para mercados emergentes. O sedã será vendido a partir de 89.900 yuan, o que dá cerca de R$ 51,7 mil. Estará disponível em três versões, todas equipadas com o motor 1.0 turbo de três cilindros de 125 cv, diferenciando-se pela lista de equipamentos e pelo pacote de design esportivo. No Brasil, a estreia acontecerá no final deste ano.

Galeria: Chevrolet Onix Sedan 2020 (China)

Neste primeiro momento, o Chevrolet Onix Sedan terá somente o motor 1.0 turbo de três cilindros, capaz de gerar 125 cv a 5.800 rpm e 18,3 kgfm entre 1.350 e 4.000 rpm. A transmissão pode ser a manual ou automática, ambas com 6 marchas. Nos próximos meses, receberá as versões mais baratas, com motor 1.3 aspirado (sem dados de desempenho divulgados). A GM diz que o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 10,9 segundos e tem um consumo médio de 20,4 km/litro.

A versão 325T vem com ar-condicionado analógico, travas e vidros elétricos, chave presencial, partida por botão, ISOFIX, sensor de estacionamento traseiro, monitoramento de pressão dos pneus, sistema star-stop, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista com ajuste de altura, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, e rádio com tela de 3,5” com conexão Bluetooth.

Já a variante esportivada Redline tem visual exclusivo, além de ter a única versão manual da linha até o momento. Recebe também a central multimídia MyLink com tela de 8”, câmera de ré, conexão 4G, faróis de LED e sistema OnStar. Custará 96.900 yuan (R$ 55,8 mil). A variante automática, por 99.900 (R$ 57,5 mil) adiciona bancos de couro, sistema de som com 6 alto-falantes, volante com acabamento de couro, vidros com função one-touch e sensor crepuscular.

'

Como adiantado pelo Motor1.com, o Onix Sedan será bem maior do que o Prisma, com 4,47 metros de comprimento, 1,73 m de largura, 1,47 m de altura e 2,60 m de entre-eixos (8 cm a mais do que o Prisma). As novas medidas foram usadas para aumentar o conforto interno, já que o porta-malas é de 469 litros, menos do que os 500 litros do Prisma.

O lançamento do Chevrolet Onix Sedan no Brasil acontecerá no final de 2019. A fabricante diz que o sedã não irá substituir nenhum dos modelos à venda no momento, o que significa que ele ficará posicionado como uma opção acima de Prisma e Cobalt. O Prisma deve continuar com o posicionamento de carro de entrada da empresa, recebendo o sobrenome Joy, enquanto o Cobalt estará logo acima como modelo para vendas diretas. Quando chegar, irá entrar no mesmo segmento que Honda City, Toyota Yaris Sedan e Volkswagen Virtus, com preços entre R$ 75 mil e R$ 90 mil.

Fotos: divulgação