Montadora investirá US$ 1 bilhão nas operações indianas ao longo de 5 a 7 anos

Definido como novo caminho a ser seguido pela Ford a nível global, o investimento no desenvolvimento de novos utilitários esportivos está realmente sendo levado a sério na Índia. Conforme relata a imprensa local, a marca planeja lançar naquele país nos próximos anos nada menos que 3 novos SUVs, com atuação nos segmentos de sub-compactos, compactos e médios.

O primeiro será um inédito crossover de acesso (com tamanho reduzido e menos de 4 metros de comprimento), seguido por um modelo intermediário e, finalmente, por um utilitário de porte médio e desenvolvido exclusivamente em parceria com a Mahindra.

Galeria: Ford EcoSport Titanium 2020

O primeiro projeto atende internamente pelo codinome BX744 e chegará ao mercado em 2021. Como dito, terá comprimento restrito (estratégia para recolher menos impostos na Índia) e posicionamento de entrada, de modo a rivalizar diretamente com Maruti Suzuki Vitara Brezza e Hyundai Venue. O segundo, por sua vez, é conhecido como BX745 e terá porte compacto. Chegará ao mercado um ano depois, em 2022, e é tratado como sucessor do EcoSport. A imprensa relata que o alcance deste modelo será global e focado especialmente em mercados emergentes como China, Brasil e a própria Índia. Ambos consumirão algo em torno de US$ 500 milhões em investimentos.

Já o terceiro modelo, conhecido internamente como Projeto Black, será desenvolvido em parceria com a Mahindra. Terá porte médio e atuação no segmento C, sendo uma espécie de alternativa menos sofisticada ao Escape/Kuga de nova geração. A meta será brigar diretamente com o Jeep Compass, que tem alcançado sucesso não apenas em países desenvolvidos como também em mercados emergentes como Brasil e Índia.

Fonte: Economic Times via Indian Autos Blog