SUVs são vendidos com taxa ,049% ao mês e bônus de até R$ 8 mil no veículo usado para troca

A Jeep quer manter seus SUVs como os mais vendidos de mercado e os oferece com condições especiais que estimulam as vendas – mas sem dar descontos que possam baixar a margem de lucro dos modelos. Tanto o Renegade quanto o Compass são comercializados com taxa 0,49% ao mês e bônus de até R$ 8 mil no veículo usado do cliente. E ainda tem o Renegade 1.8 AT para pessoas com deficiência por R$ 54.662.

Galeria: Jeep Renegade 2019

Para quem quer o Jeep Renegade, as ofertas são a versão Sport, com o motor 1.8 E.torQ Flex de 139 cv a 5.750 rpm e 19,2 kgfm de torque a 3.750 rpm, e câmbio automático de 6 marchas. É possível comprá-lo em duas condições. A primeira é com entrada de R$ 42.995 mais 35x de R$ 840, com taxa de 0,49% e bônus de R$ 4 mil na troca do usado; ou com entrada de R$ 25.797 mais 35x de R$ 1.785, taxa 1,18% ao mês e o mesmo bônus de R$ 4 mil no usado.

Se preferir o Renegade mais equipado, a opção é o Longitude 1.8 Flex automático. É vendido por R$ 49.995 de entrada mais 35 parcelas de R$ 971. A taxa é de 0,49% e tem o bônus de R$ 4 mil no veículo usado. Pessoas com deficiência podem comprar o veículo por R$ 54.662, em uma versão específica para o público PCD.

Já o Jeep Compass é oferecido nas versões Longitude e Limited, ambas com o motor 2.0 Tigershark Flex de 166 cv a 6.200 rpm e 20,5 kgfm a 4.000 rpm, sempre com o câmbio automático de 6 marchas. A versão intermediária Longitude é vendida com entrada de R$ 63.995 mais 35x de R$ 1.240 , enquanto a topo de linha Limited sai por R$ 70.995 mais 35x de R$ 1.372. Os dois têm taxa 0,49% ao mês e bônus de R$ 8 mil.