"O conceito de desempenho vai mudar e poderemos adotar essa tecnologia", diz a marca

Apesar de ter revelado em ocasião recente que não lançaria novos modelos esportivos por não ter condições de atuar em todos os segmentos, a Mitsubishi parece enxergar uma luz no fim do túnel com o fortalecimento da chamada eletrificação. Em entrevista concedida nesta semana, o diretor de operações da marca na América do Norte, Mark Chaffin, foi questionado sobre o passado esportivo da marca e, nas entrelinhas, fez vários elogios à nova tecnologia. "O conceito de performance está evoluindo. Então, você começa a misturar parte dessa tecnologia de eletrificação e essas transmissões híbridas, o aspecto do desempenho realmente vai mudar no futuro", disse.

Galeria: Mitsubishi e-Evolution

Chaffin não foi exatamente claro nas declarações, mas fontes internas sugerem que a Mitsubishi está avaliando a possibilidade de reviver seu passado esportivo a partir da tecnologia EV. A marca vem se estabelecendo neste novo segmento com o Outlander PHEV (híbrido plug-in) e aprimorado consideravelmente o sistema a cada ano. Tanto é que planeja aplicá-lo na próxima geração da picape L200 Triton e torna-se pioneira na oferta deste powertrain no segmento de picapes médias. O projeto toma como base a adoção de uma plataforma inteiramente nova, cujo desenvolvimento é liderado pela própria Mitsubishi, mas com aplicação nas demais camionetes do grupo (Nissan Frontier e Renault Alaskan).

A expectativa é que a eletrificação também seja providencial no desenvolvimento de um sucessor para o Pajero Full, que acaba de sair de linha Japão. A principal preocupação diz respeito à rigidez das regras globais anti-poluição - barreira que poderá ser superada com a adoção de um sistema EV eficiente.

Fonte: wardsauto.com