Modelo com autonomia estendida será revelado no Salão de Frankfurt

Embora o mercado europeu esteja se afastando dos subcompactos, a Volkswagen ainda não desistiu do Up! no continente. Com a chegada da nova linha de carros elétricos ID, que deve custar acima de 20 mil euros, a fabricante quer colocar um modelo mais em conta na região. Este papel será desempenhado pelo e-Up!, a variante elétrica do carro, que receberá uma nova versão com autonomia estendida em setembro, com apresentação marcada para o Salão de Frankfurt (Alemanha).

Galeria: Volkswagen e-Up

Em uma entrevista ao site britânico Auto Express, Jurgen Stackmann, chefe de vendas e marketing da Volkswagen, falou um pouco sobre as ambições da empresa no segmento de elétricos. “Tudo está se reunindo – tudo o que trabalhamos por quase três anos. Novo design da marca e uma abordagem renovada de nosso estilo.” O evento já será o palco de estreia do ID., hatch 100% elétrico que finalmente aparecerá na versão de produção.

Além do ID., Stackmann ainda revelou que o plano da Volkswagen é fazer com que o e-Up! volte às lojas. “O mercado abaixo [do ID.] será capturado por um fabuloso e-Up! com autonomia estendida, que iremos mostrar para vocês também em Frankfurt”, disse o executivo. “Estamos trabalhando para dar uma segunda chance ao e-Up!, ele tem um grande papel a desempenhar nos próximos três ou quatro anos.”

O ganho de autonomia será algo bem vindo. O e-Up! vendido na Europa utiliza um motor de 82 cv, movido pelo um pacote de abaterias de 18,7 kWh e com autonomia de 159 km (segundo o ciclo europeu antigo de testes NEDC). Stackmann não disse o quanto o veículo será melhorado. A nova estratégia para o subcompacto será tirar de linha as versões com motor a combustão, já que ele não conseguirá mais alcançar as metas de CO2 e manter-se barato.

Volkswagen e-Up
Volkswagen e-Up

Já no Brasil, tudo indica que o Volkswagen Up! será produzido até 2021, quando o novo ciclo de investimentos em Taubaté fará com que seja feita uma mudança na linha de produção. Enquanto isso não acontece, a marca prepara uma simplificação na linha do subcompacto, reduzindo a quantidade de versões da mesma maneira que aconteceu com o Fox.

Fonte: Auto Express