Depois dos sul-coreanos, chega a vez de os norte-americanos conhecerem a nova geração

Depois de estrear para o público da Coreia do Sul com design completamente reformulado e ruptura total com linhagem anterior, a nova geração do Hyundai Sonata é apresentada agora aos norte-americanos. Atração de destaque da marca no Salão de Nova York, o modelo incorpora a chamada filosofia "Sensuous Sportiness" e explora como nunca o estilo fastback nas proporções da carroceria e caimento do teto. A novidade identidade será responsável por reforçar o apelo emocional junto ao público (a marca não quer o sedã seja apenas uma mera compra racional) e, de quebra, foi responsável pelo arrasto aerodinâmico de apenas 0,27 - considerado um dos melhores da categoria.

Segundo a Hyundai, o Sonata 2020 está está 30 milímetros mais baixo e 25 mm mais largo, além de 45 mm mais comprido do que modelo anterior. Além disso, a distância entre-eixos cresceu 35 mm e gerou reflexos diretos na otimização do espaço interno (principalmente no banco traseiro). Ainda na cabine, foi aplicado o conceito “Beautifully Smart", com formas mais ergonômicas e refinadas. Entre outras novidades, há quadro de instrumentos com tela de 12,3 polegadas personalizável, sistema de entretenimento com tela 10,25 polegadas compatível com Apple CarPlay e Android Auto e carregamento sem fio Qi para smartphones.

No mercado norte-americano serão oferecidas duas opções de motorização: 1.6 turbo de quatro cilindros com 182 cv e 26,9 kgfm de torque (consumo médio de 13,2 km/l) e 2.5 aspirado de 193 cv e 25 kgfm de força (média de 14 km/l). Ambos serão sempre associados à mesma transmissão automática de 8 marchas. As vendas no mercado norte-americano serão iniciadas ainda neste ano.

Fonte: Hyundai