Terceira geração do SUV aposta em espaço de sobra e muita tecnologia

Depois da guerra entre os SUVs-cupê de luxo, agora será a vez dos crossovers de sete lugares premium. A Mercedes-Benz está pronta para entrar na briga com a terceira geração do GLS, que foi totalmente repaginada. Não só está mais bonito como recebeu dois novos motores, muita tecnologia e um espaço interno que mais parece uma sala. Sua estreia acontece no Salão de Nova York (EUA).

O novo GLS será vendido em duas versões. A inicial será o GLS 450, com um 3.0 turbo de seis cilindros, produzindo 366 cv e 50,9 kgfm de torque. Logo acima estará o GLS 580, equipado com o 4.0 V8 biturbo com o sistema híbrido-leve EQ Boost, gerando respeitáveis 489 cv e 71,2 kgfm. Ambos trabalhar com a transmissão automática de 9 marchas e sistema 4Matic de tração integral. Isso faz com que acelerem de 0 a 96 km/h em 5,9 segundos e 5,2 segundos, respectivamente, com velocidade máxima limitada a 209 km/h.

2020 Mercedes-Benz GLS-Class
2020 Mercedes-Benz GLS-Class

Assim como o GLE, o GLS ganha a tecnologia E-Active Body Controle como opcional. Trata-se de uma suspensão hidropneumática controlada por um sistema que escaneia as ruas e ajusta os amortecedores de acordo. Consegue até elevar o carro de forma a escapar de situações difíceis como areia, lama ou pedras.

O GLS ainda compartilha boa parte do design com o GLE, principalmente na parte da frente. Conta com a mesma grade com duas barras cromadas ligadas pelo logo da Mercedes-Benz no centro. O GLS 450 vem com rodas de 19 polegadas, enquanto o GLS 580 adota roda de 21 polegadas. O modelo mais caro ainda pode ser equipado com os pacotes AMG Line e Night Package.

Galeria: Mercedes-Benz GLS 2020

O novo GLS está até 7 cm mais longo do que o anterior. A versão 450 tem 5,20 metros de comprimento, enquanto o 580 alcança os 5,21 metros. Ambos tem um entre-eixos de 3,13 m e 2,15 m de largura. Estas medidas significam que o SUV tem espaço de sobra para sete pessoas ou, se o cliente pagar um pouco mais, seis pessoas com a segunda fileira de bancos com assentos separados. E ainda tem um enorme teto panorâmico que é 50% mais largo do que a versão antiga.

Assim como os últimos lançamentos da Mercedes-Benz, o SUV recebeu o sistema multimídia MBUX com uma tela de 12,3” e o painel digital, também de 12,3”. Outros equipamentos que chamam a atenção é o sistema de som surround Burmester, carregamento wireless de smartphones, iluminação ambiente com 64 cores, nove portas USB e conectividade Android Auto e Apple CarPlay. Ainda é possível pagar mais e levar porta-copos com aquecimento e resfriamento, head-up display e a função “energizing Comfort” de massagem para os bancos.

A segurança também tem destaque, recebendo equipamentos de série como frenagem automática de emergência, assistente ativo de estacionamento com câmera 360° e até mesmo comunicação carro-a-carro. Como opcional, pode ser equipado com o pacote Driver Assistance, com controle de cruzeiro adaptativo, assistente de direção, assistente de velocidade máxima, direção evasiva e muito mais.

O Mercedes-Benz GLS 2020 ainda não teve preços revelados. O SUV deve começar a ser vendido no 2º semestre no resto do mundo, ainda sem data de lançamento no Brasil.

Fonte: Mercedes-Benz