Conhecido como Sylphy na China, sedã médio traz motor 1.6 atualizado para gerar 139 cv

Logo após a nova geração do Nissan Versa, revelada na semana passada nos Estados Unidos, já estamos olhando para mais uma novidade da marca japonesa. Desta vez é o novo Nissan Sentra, revelado no Salão de Xangai (China) como Sylphy. O sedã médio muda completamente de visual, agora mais parecido com o Altima e usando a identidade visual Vmotion 2.0 da marca. O modelo chinês recebeu um motor 1.6 atualizado e mais tecnologia.

Em sua oitava geração, o Nissan Sentra ganhou design mais arrojado. Está com centro de gravidade mais baixo, o que não só faz com que tenha uma aparência melhor, como também ajuda na dirigibilidade. De acordo com a fabricante, o exterior foi criado usando os conceitos de “vigor” e “confiança”, traduzidos em um perfil musculoso e baixo, e uma grade frontal destacada. Foi esculpido de forma a ter um coeficiente de arrasto de apenas 0,26, o mesmo do poderoso Nissan GT-R. Agora mede 4,64 metros de comprimento, 1,81 m de largura, 1,45 m de altura e 2,71 m de entre-eixos.

O sedã médio mudou completamente do lado de dentro, com três saídas de ar para o ar-condicionado e duas telas – uma de 8” para a central multimídia e uma de 7” para o computador de bordo. Falando nela, a multimídia oferece “conectividade ininterrupta com smartphones e comandos de voz inteligentes”.

A única decepção até o momento é sua motorização. A versão chinesa do Sentra foi apresentado somente com a terceira geração do motor 1.6 HR16DE, agora gerando 139 cv, combinado ao câmbio automático CVT. A fabricante diz que ele entrega “uma experiência suave e linear”, além de ter modificado a direção, a suspensão e aumentado a rigidez da carroceria para “melhorar a dirigibilidade e entregar uma sensação mais sólida.” Em outros mercados, o Sentra é vendido com um 1.8 de 132 cv ou, no caso do Brasil, com o 2.0 de 140 cv.

Nissan Sentra 2019 (China)
Nissan Sentra 2019 (China)

Uma das novidades no pacote tecnológico do Nissan Sentra é algo chamado Integrated Dynamic Control Module, que usa os freios de forma automática ao encontrar um buraco ou ondulação na via, de forma a melhorar a estabilidade e conforto do veículo ao passar pelo obstáculo. Ainda conta com aviso de colisão frontal, monitor de ponto cego, aviso de permanência em faixa, alerta de tráfego cruzado e mais.

A Nissan não disse quando começará a vender o Sentra na China ou quando será a apresentação da versão global do sedã médio. Considerando que o modelo vendido no Brasil vem do México, a troca de geração para o nosso mercado acompanhará sua chegada à América do Norte. Mas, pelo que apuramos, a venda desta nova geração em nosso mercado é apenas uma questão de tempo.