Hatch deve adotar motor de 150 cv usado no Nissan Leaf

Após anos estudando a possibilidade de venda no Brasil, o Renault Zoe finalmente começou a ser comercializado. Só que demorou tanto que agora a fabricante já trabalha em uma nova geração do hatchback elétrico, que começará a ser vendida na Europa em 2020. Ela foi avistada em testes no Velho Continente, adotando a nova identidade visual da fabricante.

Galeria: Renault Zoe 2020 - Flagra

Embora esteja bem camuflado, é possível notar alguns detalhes sobre o novo Renault Zoe. Ele parece estar levemente maior e a com faróis de LED maiores do que os atuais. O para-choque também traz algumas mudanças. Como ainda está em uma fase inicial, o design pode não estar finalizado e este modelo de testes pode utilizar peças da geração que está nas lojas.

Detalhes iniciais sobre a motorização adiantam que o novo Zoe receberá um pacote de baterias de 50 kWh, que lhe fornecerá uma autonomia de 400 km. Ainda deve adotar um sistema de recarga rápida de 100 kW, que está virando padrão para os novos carros elétricos.

Ainda não há dados de desempenho. O esperado é que tenha uma potência máxima na casa dos 150 cv, usando mecânica semelhante à da nova geração do Nissan Leaf, um aumento considerável em relação aos 92 cv do modelo atual. Ainda deverá receber uma série de equipamentos de segurança e condução autônoma.

Rumores apontam que o Renault Zoe será apresentado ainda em 2019, começando a ser vendido na Europa no início de 2020. Como o modelo vendido no Brasil é importado, a nova geração deve chegar ao nosso mercado ainda no 1º semestre do ano que vem.

Fotos: CarPix