Executivo diz que a fabricante precisa lutar por participação de mercado e não pode estar em todos os segmentos

Em uma entrevista para o site CarThrottle, o gerente da Mitsubishi Reino Unido, Rob Lindley, explicou porque a marca, conhecida por seus esportivos, agora trabalha com outra estratégia de mercado, focada em SUVs e picapes. Isto foi uma surpresa, já que a fabricante nunca disse que o este foi um movimento calculado. Lindley explicou ao CarThrottle que a Mitsubishi não tem planos de voltar a oferecer um carro esportivo. Como a fabricante é pequena comparada com as demais, ela precisa brigar por cada décimo de participação de mercado que conseguir, então investir nos segmentos de maior procura faz sentido.

Galeria: Mitsubishi Eclipse Cross

O mesmo não pode ser dito sobre um comentário feito por Lindley: "Um negócio que vende 1,2 milhões de carros mundialmente, em um sentido global, não é tão grande. Se você tentar participar de todos os segmentos do mercado e seguir tendências, como carros esportivos, dificilmente será economicamente viável", ele explicou, sem papas na língua. Em outras palavras, a Mitsubishi diz que não pode seguir tendências enquanto confirma que, na verdade, segue uma tendência (a dos SUVs).

Esta transformação da Mitsubishi é uma que está fazendo os entusiastas da marca reclamarem bastante. Um clássico dos anos 90, o Eclipse retornou como um crossover e há boatos de que o próximo a virar um SUV será o Lancer Evolution. Além disso, a Mit está acabando com praticamente todos os seus sedãs e hatches. As exceções são o hatch Mirage, vendido nos EUA e na Europa, e o sedã Lancer, que saiu de linha em quase todo o planeta, continuando a ser vendido apenas aqui, na China e na Tailândia.

Fonte: CarThrottle