Complexo passa a produzir o Fit, enquanto unidade em Sumaré cerca centro de pesquisa e desenvolvimento

Pronta desde 2016, a fábrica da Honda em Itirapina (SP) enfim entra em operação. A unidade, que ficou fechada por conta da crise na indústria automotiva, começa a produzir o Fit. Em sua estratégia, a Honda irá transferir a produção de Sumaré (SP) para a nova unidade. Os demais modelos feitos no Brasil (Civic, City, HR-V e WR-V) serão transferidos aos poucos, com conclusão prevista para 2021.

Galeria: Honda Fit 2019

O plano da Honda é aproveitar que a fábrica em Itirapina é mais moderna, com um sistema mais eficiente e de baixo impacto ambiental. Um exemplo dado pela fabricante é o processo de pintura a base d’água, sustentável e altamente funcional. Outros processos são otimizados, o que melhora a produtividade, como no caso da estamparia e da solda.

Honda HR-V EXL 2019 (BR)
Honda Civic EXL 2018

"Este momento é uma grande alegria para todos. Pautados pelo compromisso de evolução constante, damos, hoje, mais um importante passo em direção ao fortalecimento dos nossos negócios no Brasil”, declara Issao Mizoguchi, presidente da Honda América do Sul. “Graças aos ganhos de produtividade, com uma atuação integrada entre as plantas de Sumaré e Itirapina, tornaremos nossa operação no País mais competitiva”.

Honda em Itirapina (SP)

A nova fábrica em Itirapina tem capacidade nominal de 120 mil unidades por ano, em dois turnos. A operação começa com a produção diária de 90 unidades do Fit. Até 2021, o complexo ainda irá fabricar City, HR-V e WR-V, todos com a mesma plataforma que o hatchback, e o sedã Civic. A Honda investiu R$ 1 bilhão pra erguer a planta.

Enquanto isso, Sumaré ficará com a sede administrativa da Honda, o centro de Pesquisa e Desenvolvimento, o centro de treinamento técnico para concessionárias e a divisão de peças. Além disso, manterá as atividades que receberam investimentos recentemente, como produção dos motores, fundição e usinagem, injeção plástica, engenharia de qualidade, planejamento industrial e logística.