Minivan passará a ser irmã de projeto da Xpander e manterá foco em mercados da Ásia

À venda no mercado internacional desde 2006, a atual geração da minivan Livina, da Nissan, finalmente será aposentada neste ano. Conforme adiantam as imagens deste flagra, a segunda linhagem da minivan já está em fase final de testes e deve pintar nos próximos meses.

Desta vez, todo o desenvolvimento foi tocado em parceria com a Mitsubishi (nova marca integrante do grupo Renault-Nissan) e, como resultado, o monovolume adotou linhas bem mais chamativas e invocadas. Na prática, a Livina tornou-se um rebadge feito a partir da minivan Xpander, cujo visual remete diretamente a modelos recentes da Mit, como Eclipse Cross e L200 Sport.

Flagrada na variante Grand, com capacidade para levar até 7 passageiros, a Livina 2019 terá o mercado asiático como principal foco comercial. A região é bastante receptiva à minivans deste porte e deverá receber todas as atenções por parte da Nissan. O novo visual certamente será um dos principais destaques do novo modelo, tendo em vista a clara ruptura em relação às linhas acanhadas da geração que foi vendida no Brasil entre 2009 e 2015. Como mostram as imagens, as principais mudanças em relação à Xpander serão concentradas na dianteira, onde a grade da Mitsubishi será substituída pela característica grade em V da Nissan. O formato do para-choque também mudará ligeiramente, mas o conjunto de faróis duplos será mantido.

Flagra: Nissan Grand Livina 2019

Na mecânica, ainda não há certeza sobre a escolha da motorização. Há que aposte na manutenção do conjunto atual da Mitsubishi (motor 1.5 de 105 cv e opções de câmbio manual de 5 marchas ou automático de 4 posições), mas há quem diga que a Nissan empregará um propulsor próprio (neste caso, o 1.5 de 114 cv do Juke, ligado à uma transmissão CVT). Mais detalhes serão divulgados nos próximos meses.

Fotos: Funtasticko

Galeria: Flagra: Nissan Grand Livina 2019