Executivo garante que o visual do modelo é "maravilhoso"

A Fiat terá um SUV para chamar de seu, mas isso ainda vai demorar um pouco. Em conversa com jornalistas nesta sexta-feira (8) em São Paulo, Antonio Filosa, CEO da FCA América Latina, confirmou que o lançamento do primeiro utilitário esportivo nacional da marca será em 2021.

Fiat Fastback Concept - Salão de SP 2018

A estratégia de produzir um SUV com a marca Fiat é relativamente recente. O plano anterior feito e executado por Sergio Marchionne, ex-CEO global, colocou a Jeep como a marca responsável pelo segmento de utilitários, em todos os seus níveis, dentro do grupo FCA. Os resultados mostram que foi uma decisão acertada, pois atualmente a Jeep é a marca mais rentável e líder no segmento de SUVs na América Latina. A questão é que concessionários Fiat sempre pediram para participar da festa.

A história começou a mudar em junho de 2018, com a apresentação do novo plano estratégico da FCA, em um dos últimos atos de Marchionne à frente da FCA, quando ficou definido fazer três novos SUVs para a Fiat. 

No Salão do Automóvel já tivemos uma prévia de como a Fiat entrará neste segmento. O Fiat Fastback Concept, um dos destaques do evento, foi apresentado com visual muito arrojado, no estilo SUV-cupê, sugerindo a possibilidade de um modelo nos mesmos moldes - o que faria todo sentido, para se diferenciar dos Jeep e investir num segmento que até hoje só tem opções de luxo como Range Rover Velar e BMW X6.

Fiat: Planos 2018-2022

Filosa se mostrou muito empolgado com o visual do novo SUV: "Está maravilhoso". O executivo também explicou que o modelo está com o visual pronto para a aprovação final do board da FCA. 

Fiat 500X - Salão de SP 2018

Um modelo que poderia ajudar a Fiat a tapar esse buraco enquanto o novo utilitário esportivo não chega seria o 500X, SUV com estilo do compacto 500 produzido na Itália que também foi mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo. Sobre ele, Filosa confirmou o interesse de vendê-lo aqui, mas somente com uma condição cambial favorável. "Para ser viável, o euro tem que ficar na casa dos R$ 3,60. Com o euro acima disso não será bom para a Fiat, não será bom para a concessionária, não será bom para o consumidor", finalizou Filosa.

Fotos: arquivo Motor1.com

Galeria: Fiat Fastback Concept - Salão de SP 2018