Sedã terá motor 2.0 TSI de 220 cv e quer ser a versão sedã do Golf GTI

Antes esperado para o Salão de Detroit (EUA), o Volkswagen Jetta GLI acabou deixado de lado para estrear no evento seguinte dos Estados Unidos, o Salão de Chicago. A feira, que começa nesta semana, será o palco da apresentação da versão esportiva do sedã, equipada com o esperado motor 2.0 turbo. A fabricante aproveita o momento para divulgar o primeiro teaser do carro.

Com a descrição "corpo de sedã, coração de GTI", o pequeno vídeo mostra a grade do sedã com acabamento vermelho e um formato de colmeia, o mesmo usado no Golf GTI. A Volkswagen removeu a pintura cromada usada no Jetta normal, substituindo por preto brilhante, enquanto os faróis parecem escurecidos.

Para brigar com outros sedãs mais atléticos, como o Honda Civic Si (que nos EUA tem versão de quatro portas) e o Hyundai Elantra Sport, o novo Jetta GLI tentará ser um Golf GTI com porta-malas. Embaixo do capô estará o motor 2.0 turbo com 220 cv e 35,7 kgfm de torque, embora exista a chance de que use a mesma calibração do GTI na Europa, com 230 cv.

Independente da potência do motor, ele será equipado com o câmbio manual de 6 marchas ou o DSG de dupla embreagem e 7 posições. Faria sentido se a suspensão traseira de eixo de torção do modelo normal fosse substituída por uma independente multi-link, para melhorar sua dinâmica, além de receber freios e rodas maiores.

A estreia do Volkswagen Jetta GLI acontecerá ainda nesta semana, durante o Salão de Chicago. Ainda não se sabe como será a oferta do Jetta 2.0 turbo no Brasil, já que a marca desconversa sobre seu lançamento por aqui. A fabricante pode resolver trazer a versão esportiva da mesma forma que será nos Estados Unidos, mudando apenas o nome da versão para não criar problemas com o Corolla GLi, ou pode adotar alguns de seus atributos (além da motorização), vindo com um nome totalmente diferente.

Fonte: Volkswagen