Ideia é projetar um utilitário com base nas diretrizes da divisão esportiva F

Depois de Audi, BMW e Mercedes-Benz, a Lexus parece ser a mais nova montadora de luxo a demonstrar interesse pelo segmento de SUVs com perfil esportivo. Em entrevista concedida recentemente, Cooper Ericksen, vice-presidente de planejamento e estratégia de produtos da marca, não escondeu sua admiração por este mercado e confessou que um crossover projetado com base nas diretrizes da divisão de performance F é "conversa ativa" entre os dirigentes da empresa. Há, porém, dúvidas quanto à proposta do projeto: enquanto uns defendem a ideia de um utilitário de alta performance para as pistas, outros argumentam que o melhor seria investir em uma preparação mais voltada para o off-road.

“O que atualmente estamos tentando descobrir é se o aspecto de desempenho nas pistas é mais importante do que o desempenho off-road", disse. O questionamento surge justamente pelo fato de a Lexus ter no portfólio utilitários voltados para ambas as propostas. Enquanto o UX e o NX contam com carrocerias do tipo monobloco, por exemplo, os grandalhões GX e LX contam com construção sobre chassi. Nos dois primeiros casos, a ideia seria equipá-los com motores híbridos de alta performance e aplicar mudanças visuais. Já para o modelo LX, há quem defenda algo parecido com que o Mercedes-Benz já faz o Classe G. 

Lexus GX 460 2018
Lexus LX 2018

De todo modo, é certo que a divisão F, hoje exclusiva dos cupês e sedãs da marca, deverá explorar novos nichos e rivalizar de forma mais direta com BMW M, Mercedes AMG e Audi RS.

Fotos: Divulgação 

Galeria: Lexus UX 250h F-Sport Brasil