Antes um carro da GM, agora ele terá plataforma francesa

A nova geração do Corsa será bem diferente. Continuar com uma plataforma da General Motors significaria pagar por seu uso, então o Grupo PSA decidiu fazer o hatchback do zero. Como resultado, agora será construído com a mesma plataforma modular CMP da nova geração do Peugeot 208 (que estreia em março na Europa), o que abre possibilidades para reduzir seu custo de produção, dividindo vários componentes.

Aqui podemos ver a sexta geração do Corsa rodando com a carroceria de produção, embora ainda esteja bem camuflado. As rodas de aço pretas sem calotas são só para testes, algo normal para um protótipo que ainda está tentando esconder suas linhas.

Por baixo de todo este disfarce deve aparecer um design inédito, baseado no conceito GT X Experimental revelado no ano passado. Mesmo que ele vá mudar totalmente de plataforma, acredita-se que o Corsa 2020 terá um tamanho semelhante ao do atual. Ele deve seguir a tendência na Europa, sendo vendido somente na versão com quatro portas, já que os modelos de duas portas estão sendo eliminados pelas fabricantes.

Enquanto as versões normais do novo Corsa usarão os novos motores 1.2 PureTech turbo de três cilindros da PSA, ele ainda terá uma variante totalmente elétrica que será batizada como eCorsa. Já confirmado pela fabricante, o hatch EV será montado usado a arquitetura e-CMP, que será a base de vários outros carros elétricos do Grupo PSA.

O novo Corsa é esperado para este ano na Europa, possivelmente no 2º semestre, enquanto a variante elétrica ficará para 2020.

Fotos: CarPix