Esportivo conta com motor BMW 3.0 turbo de 340 cv

Foram 17 anos entre o fim da quarta geração do Toyota Supra e sua tão esperada volta. Após 10 anos de rumores, conceitos, teasers, flagras do esportivo em testes e até vazamento de imagens, ele finalmente foi apresentado de forma oficial no Salão de Detroit - e valeu a espera.

Sabemos o que você está pensando: o novo Supra não parece nada com a icônica quarta geração. Isso porque ele usou o conceito FT-1 de 2016, feito pelo estúdio Calty, como sua principal inspiração. E a versão final ficou bem próxima do protótipo.

Galeria: Toyota Supra 2020

Os faróis, spoiler de fibra de carbono e o teto de bolha dupla do novo Supra praticamente não mudaram em relação ao FT-1. A única coisa que não veio do conceito é o nariz alongado, com uma outra entrada de ar embaixo do logo da Toyota. O mesmo acontece na traseira, com lanternas, spoiler e luzes de freio em LED, todos idênticos aos do FT1.

A cabine está um pouco diferente. Como o Supra compartilha plataforma com o BMW Z4, as semelhanças são muito óbvias, destacadas pelo uso do controle iDrive no console central e pela tela da central multimídia. Parece até que a Toyota não fez nenhum esforço para ter um interior próprio. O painel digital é interessante, e deve ser capaz de mostrar informações como força G, tempo de volta e mais. A única coisa que lembra o Supra Mk4 é o layout voltado para o motorista, com os painéis de porta e o console central envolvendo o condutor sutilmente.

Toyota Supra 2020
Toyota Supra 2020
Toyota Supra 2020
Toyota Supra 2020

O entre-eixos do Supra tem 2,46 m de comprimento. Isso o coloca relativamente perto de carros como Porsche 911 (2,45 m) e Jaguar F-Type (2,62 m). Mas seu comprimento de 4,38 m o deixa mais compacto do que os demais - isso significa que tem balanços menores, um centro de gravidade extremamente baixo e uma distribuição de peso de 50:50.

A Toyota, junto com a Gazoo Racing, desenvolveu os componentes do chassi do Supra. A suspensão traseira utiliza a típica multi-link, enquanto a dianteira é do tipo double wishbone. Todas as versões do Supra vêm, de série, com suspensão variável adaptativa em dois ajustes: Normal e Sport.

Toyota Supra 2020
Toyota Supra 2020
Toyota Supra 2020

O novo Supra é movido pelo motor 3.0 turbo de seis cilindros em linha, cortesia da BMW. É o mesmo que equipa o novo Z4, mas em versão menos potente. O modelo da Toyota produz 340 cv e 50,5 kgfm (contra os 387 cv e 51 kgfm do BMW), e trabalhará exclusivamente com uma transmissão automática de 8 marchas. A Toyota estima que o novo Supra vai acelerar até 92 km/h (60 mi/h) em apenas 4,1 segundos, com velocidade máxima limitada a 250 km/h.

O Toyota Supra 2020 começará a ser vendido no final do ano. No lançamento, estará disponível em três versões: 3.0, 3.0 Premium e Launch Edition (baseada na 3.0 Premium). A Launch Edition terá três cores diferentes: branco Absolute Zero, preto Nocturnal e vermelho Renaissance 2.0, este último com detalhes únicos em vermelho no interior. Mas será limitado a apenas 1.500 unidades.

'

O modelo mais básico será vendido nos EUA por US$ 49.990 (R$ 184,5 mil), sem os opcionais e custo de frete. O 3.0 Premium começa em US$ 53.990 (R$ 199,3 mil), e a versão especial Launch Edition parte de US$ 55.250 (R$ 204 mil). Como opcional, a Toyota oferece um pacote com assistentes de condução por US$ 1.195 (R$ 4.412) e outro kit com navegador e sistema de som da JBL, por US$ 2.460 (R$ 9.084). Por enquanto, não há planos de vender o novo Toyota Supra no Brasil.

Fotos:  Toyota e Chris Amos Photography 

'
'
'

Galeria: Toyota Supra 2020