Marca desmente rumores de que lançamento da picape na América do Sul teria sido cancelado

A reforma da fábrica da Nissan em Córdoba (Argentina) foi feita para produzir três picapes com a mesma plataforma por lá: Nissan Frontier, Renault Alaskan e Mercedes-Benz Classe X. A fábrica ficou pronta e a Nissan começou a fazer a Frontier. O plano era que a Alaskan fosse lançada na Argentina antes do fim de 2018 e a Classe X no começo de 2019. Isso não aconteceu e gerou rumores de que as marcas teriam desistido do projeto. Agora a Mercedes desmente os rumores em suas redes sociais, dizendo que a picape somente está atrasada, mas confirma o lançamento para 2019.

“Está atrasada, mas não cancelada” disse uma fonte ao site Argentina Autoblog. O motivo do atraso seria a desvalorização repentina do peso argentino, que alterou todos os custos do projeto e fez com que a fabricante modificasse uma série de processos industriais. A própria marca fala disso no post no Twitter: “Trabalhando para avançar com a Classe X em 2019. Processos, novos sistemas, mudanças, desafios...”

 

Com esta alteração, a Classe X deve ser lançada somente no 2º semestre 2019, enquanto a previsão inicial era para o fim do 1º semestre. Isso pode afetar também o lançamento da Renault Alaskan. A picape da marca francesa apareceu de forma tímida no Salão de São Paulo, fugindo da apresentação para a imprensa, e rumores dizem que a fabricante está pensando em como posicioná-la no nosso mercado sem que entre em conflito direto com a Nissan Frontier, já que são praticamente idênticas.

Fonte: Argentina Autoblog

Galeria: Mercedes Classe X X250 d - Reino Unido