Após cinco anos sem guiar um carro, Douglas Mendonça teve a chance de correr no autódromo

Há quem pense que o jornalismo automotivo é um ambiente de disputa e muita competição entre os concorrentes. Isso está bem longe da verdade. Claro, sempre há desavenças, mas são coisas que acontecem em qualquer lugar. A realidade é que há muita amizade entre quem trabalha com carros, formadas ao longo de tanto tempo que passamos juntos em eventos, test-drives, coletivas de imprensa e similares.

'

Um dos jornalistas mais queridos do segmento é Douglas Mendonça. Com mais de 40 anos de experiência, ele acumulou 10 anos de editor na revista Quatro Rodas e outros 24 no comando da Motor Show. Desde 2011, porém, ficou cada vez mais raro encontrar Douglas nos eventos, e por uma razão triste. Quando ele estava numa viagem ao Japão, percebeu uma dificuldade para enxergar. Os médicos descobriram que era um problema sério, que o levou a não enxergar mais nada. Mesmo assim, ele continuou trabalhando, com textos de alta qualidade sobre a parte técnica dos carros. Mas nunca mais pôde dirigir...

Eduardo Pincigher, responsável pela assessoria de imprensa da JAC Motors, é amigo de Douglas de longa data. Durante um almoço, Douglas revelou que sonhava todas as noites que estava dirigindo e o quanto isso lhe dava saudade. Edu decidiu fazer alguma coisa. Chamou Ricardo Dilser, sobrinho de Douglas e assessor técnico da Fiat, que logo pediu apoio ao piloto e instrutor Roberto Manzini. Mas não deu certo de primeira.

Vídeo: Douglas Mendonça dirigindo em Interlagos
Vídeo: Douglas Mendonça dirigindo em Interlagos

Edu retomou a ideia ao falar com o fotógrafo Claudio Larangeira. “Esse sim fez tudo acontecer”, explica Pincigher. “Falou novamente com cada um, costurou a data, conseguiu o autódromo com o Beto, que, por sua vez, ofereceu um Palio da Escola de Pilotagem Manzini pra realizar a proeza.” Para fechar, chamaram o Eduardo Bernasconi da FullPower para registrar o momento e Luciano Falconi para editar o clipe. E então fizeram acontecer. Enganaram Douglas dizendo que ele iria ouvir o ronco de um Porsche 917 restaurado (seu carro dos sonhos) e o levaram para Interlagos. Chegando lá, colocaram-no dentro do carro para dirigir, com Manzini ao lado cantando as frenagens e curvas.

O resultado está no emocionante vídeo acima. Douglas usou toda a experiência adquirida como piloto, quando ganhou provas como a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e a Mil Quilômetros de Brasília, sem falar nos inúmeros test-drives feitos em Interlagos. “A hora que o carro saiu, algumas pessoas já estavam chorando, porque ele saiu de primeira já, dando uma queimadinha na embreagem, como se estivesse saindo do boxes para entrar nas Mil Milhas”, explica Bernasconi.

Vídeo: Douglas Mendonça dirigindo em Interlagos
Vídeo: Douglas Mendonça dirigindo em Interlagos

O vídeo todo tem quase 15 minutos, com um pouco dos bastidores e imagens de Douglas completando algumas voltas em Interlagos. Tudo isso aconteceu em 2016 e apenas agora foi revelado. “Alguém me perguntou assim: ‘Você faria de novo?’ Cara, eu dei um tempo para responder. Nossa, é uma loucura tão grande, será que eu faria de novo essa doideira?”, diz Douglas. “Mas acho que eu faria sim. Na hora que você ouve o barulho de um motor roncar, que você senta no carro, se ajeita e prende o cinto, você fala vamos que vamos, só quem gosta que sabe”.

Vídeo: Canal FullPowerTV

Imagens: Revista FullPower

Galeria: Vídeo: Douglas Mendonça dirigindo em Interlagos