Nova geração adotará versão modificada da plataforma MRA2 do Classe E

À venda no mercado global desde 2014, a atual geração do Mercedes-Benz Classe C deverá ser substituída em cerca de dois anos. Prova disso são as imagens deste flagra, que revelam a nova linhagem sendo testada no rigoroso inverno do Círculo Polar Ártico, na região da Finlândia. O novo modelo está em pleno desenvolvimento na sede da marca na Alemanha e deve ficar pronto para lançamento em 2020, chegando ao mercado já como linha 2021. 

Apesar da intensa camuflagem, a expectativa é que o Classe c 2021 adote a mesma filosofia estética empregada em modelos recém-lançados, como o hatchback Classe A e o SUV GLE. Ou seja, as linhas serão evolutivas e não representarão rupturas com a identidade original do carro. Neste protótipo, é possível notar a presença de capas volumosas na dianteira estrategicamente posicionadas para esconder o design da grade, dos faróis e do capô, além de luzes provisórias na traseira que nada têm a ver com o desenho final das lanternas. 

Flagra: Mercedes Classe C 2021

Na mecânica, especulações apontam para a adoção de uma versão modificada da plataforma de tração traseira MRA2, já usada pelo Classe E. O uso desta nova base indica que o novo C será consideravelmente maior e acompanhará o crescimento de seu principal rival, o novo BMW Série 3. De quebra, o comprimento extra também abrirá espaço na própria linha para o Classe A Sedan, que agora cumpre o papel de sedã de acesso da Mercedes. No interior, o painel digital ladeado pelo sistema de entretimento MBUX será o grande destaque.

Sob o capô, são esperados motores de quatro e seis cilindros, além de opções híbridas. A divisão de alta performance AMG continuará tendo protagonismo no desenvolvimento das versões esportivas.

Fotos: CarPix

Galeria: Flagra: Mercedes Classe C 2021

Foto de: CarPix