Foi um modelo em escala 1:4, mas ainda assim voou e andou sozinho como esperado

A Audi não desistiu de criar um carro autônomo capaz de voar. O Pop.Up Next fez o primeiro teste bem sucedido de seu sistema modular, que usa um drone para carregar um pequeno veículo elétrico com espaço para dois passageiros. Quando estiver no chão, o drone se desconecta do veículo, permitindo que o carro ande sozinho pelas ruas até o seu destino. Porém, o teste foi feito com um modelo em escala 1:4, então ainda não é o produto real.

A Audi está trabalhando em seu projeto, que parece ter vindo direto do desenho Jetsons, em parceria com a Airbus e Italdesign. Este modelo quatro vezes menor do que o real fez o teste durante o evento Drone Week, em Amsterdam, e é um feito importante, pois prova que funciona. Até agora, a fabricante só havia mostrado conceitos e interpretações dos componentes do veículo, além de vídeos de como funcionaria. O módulo de vôo é basicamente um drone preparado para carregar o módulo terrestre, que será um carro. O modelo voou como esperado, colocando o carro no chão e se desprendendo. Livre do drone, o pequeno carro elétrico andou sozinho pela pista de testes.

Galeria: Audi Pop.Up Next

Obviamente, ainda há muito trabalho a ser feito e não apenas na parte de criar um carro elétrico para o sistema. Pilotos automáticos para aviões são comuns, mas os sistemas para carros ainda estão em evolução. Adicione a complexidade dos dois módulos operando juntos em um ambiente com três eixos e tudo fica ainda mais complicado.

Ainda assim, a Audi parece estar confiante no seu protótipo e acredita que táxis aéreos autônomos serão o futuro da mobilidade pessoal nas cidades. Antes, a fabricante dizia que este sistema poderia ser lançado em dez anos, agora ela diz que não há uma estimativa de quando o Pop.Up Next poderá ser produzido em série. Suspeitamos que isso irá depender da performance do protótipo em tamanho real, que será o próximo passo do processo de desenvolvimento.

Fonte: Audi