SUV médio será produzido na Argentina, para brigar com o Jeep Compass

A Volkswagen está usando o Salão de Guangzhou (China) para apresentar dois novos SUVs para o país. Um deles é o Tharu, modelo que será vendido no Brasil em 2020 com o nome de Tarek, com produção na Argentina. Estreia na China na versão R-Line, com visual esportivo, e motor 1.4 TSI de 150 cv, o mesmo que deve equipar a versão argentina.

Construído sobre a plataforma MQB, o Volkswagen Tarek mede 4,45 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,63 m de altura e 2,69 m de entre-eixos. Essas medidas fazem com que seja ligeiramente maior do que seu principal rival, o Jeep Compass, que mede 4,42 m de comprimento e 2,64 m de entre-eixos. A ideia é que ele fique posicionado entre o T-Cross (que chega às lojas em maio) e o Tiguan, na faixa entre R$ 100 mil e R$ 130 mil. Com a chegada dele, é provável que a versão de cinco lugares do Tiguan, hoje vendida a R$ 125 mil, deixe de ser oferecida. 

Volkswagen Tarek - Salão de Guangzhou (China)
Volkswagen Tarek - Salão de Guangzhou (China)

Na China, o SUV médio será vendido com dois motores. O inicial será o 1.4 TSI de 150 cv, em conjunto ao câmbio DSG de dupla embreagem e 7 marchas – no Brasil, podemos esperar pela transmissão Tiptronic de 6 marchas. As versões mais caras terão o 2.0 TSI de 186 cv, novamente com o câmbio DSG, mas com tração integral 4Motion. Por ser menos potente, não causaria uma briga interna com o novo Tiguan, que ainda tem capacidade para 7 ocupantes como diferencial.

Fotos: Auto Home

Galeria: Volkswagen Tarek - Salão de Guangzhou (China)