S-Cross e Vitara também se renovam para 2019

Como esperado, a Suzuki trouxe a nova geração do Jimny para o Brasil. Importado, ele terá o nome Jimny Sierra para conviver com a geração produzida no Brasil, sendo uma opção cerca de 20% mais cara, mais moderna e mais eficiente, sem perder a capacidade fora-de-estrada e o estilo que ficou conhecido do "jipinho". 

O motor 1.5 aspirado tem 108 cv e 13,2 kgfm de torque que, segundo a Suzuki, é suficiente para o peso do modelo. Outra novidade é a opção de câmbio automático de quatro marchas, junto com a manual de cinco marchas. Entre os itens, estão os controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, assistente de descida, multimídia JBL com espelhamento de smartphones e ar-condicionado automático. Serão três versões, uma manual e duas automáticas. As vendas começam no segundo semestre de 2019.

Salão SP: Suzuki

O S-Cross também tem leves mudanças, agora com teto-solar duplo, faróis de LEDs e multimídia com 9", mantendo o motor 1.4 turbo de 146 cv e 23,5 kgfm de torque com câmbio automático de seis marchas. O mesmo acontece com o Vitara, que mudou para-choques, faróis e lanternas (agora em LEDs) e grade dianteira, além de novas rodas de 17", novo painel de instrumentos colorido e opção de teto-solar. Os motores são o 1.4T e o 1.6 aspirado, ambos com câmbio automático de seis marchas.

Fotos: Donizetti Castilho

Galeria: Salão de SP: Suzuki Jimny Sierra, Vitara e S-Cross