Entidade fez prova com versão hatch vendida na África do Sul

Enquanto o Toyota Yaris brasileiro não passa pelo teste de colisão do Latin NCAP, o jeito é ver como ele se sai em outros países. A versão vendida na África do Sul, produzida na Tailândia, passou pelo crash-test do Global NCAP e obteve uma nota de três estrelas do máximo de cinco. Assim como o Yaris nacional de entrada, o modelo sul-africano conta com apenas dois airbags na versão mais básica, mas sem controle de estabilidade.

O relatório divulgado pelo Global NCAP revela que o Toyota Yaris teve um bom desempenho na proteção da região da cabeça e do pescoço. A forma como a carroceria deformou atrapalhou na proteção do resto do corpo do motorista, principalmente na região do peito e das pernas. A entidade diz que a carroceria é instável e não suportaria um impacto mais forte. Curiosamente, o Etios se saiu melhor no mesmo crash-test, obtendo quatro estrelas.

Existe a chance de que o Yaris nacional obtenha uma nota melhor do sul-africano, caso existam alterações na construção em comparação ao modelo asiático. É o caso do Renault Kwid, que recebeu nota zero no teste feito com a versão indiana, enquanto o brasileiro tem reforços estruturais e tirou três estrelas. Além disso, o Latin NCAP também realiza o teste de colisão lateral, enquanto o Global NCAP fez apenas o crash-test frontal. A presença do controle de estabilidade de série no hatch produzido no Brasil permite que ele receba notas acima de três estrelas.