Marca diz que seus lançamentos para o ano que vem não batem com a agenda do evento

Em um período de entressafra, a Ford acaba sem ter o que mostrar nos principais eventos automotivos. Após pular o Salão de Paris (França) no início de outubro, a fabricante revelou que site Autocar que ficará de fora também do Salão de Genebra (Suíça), que acontecerá em março de 2019. O motivo alegado pela empresa é que a agenda de lançamentos não coincide com a do evento, então não vale a pena montar um estande e mostrar poucas novidades.

“Nós olhamos para tudo o que temos para 2019 e temos muita coisa programada. Mas, pela maneira como nossa cadência de produtos funciona, não achamos que o momento de Genebra atende nossas demandas”, disse um porta-voz da Ford. “Ao invés de ir à Genebra com poucas novidades, preferimos fazer algo depois que nos dê um retorno maior. Porém, isso não será algo recorrente.”

Não é um problema específico da Ford. O Salão de Paris deste ano também foi deixado de lado por diversas fabricantes, como Volkswagen, Nissan, Mazda, Volvo e Fiat-Chrysler. Isto está acontecendo até mesmo no Brasil. JAC, Peugeot, Citroën, Jaguar Land Rover e Volvo não irão participar do Salão do Automóvel de São Paulo, mesmo que todas elas tenham produtos importantes para o nosso mercado.

Muitos questionam se os eventos automotivos tradicionais ainda são relevantes o suficiente para justificar o investimento alto para mostrar uma novidade, ainda mais com a queda de visitantes em alguns Salões. Algumas empresas, como a Volvo, adotaram a postura de usar esse dinheiro em apresentações separadas e eventos para os clientes. Outros estão selecionando os eventos que atendem às suas demandas e que sejam diferentes. A Ford cita o Festival de Goodwood como uma experiência melhor por sua interação com a mídia e o público.

Fonte: Autocar

Galeria: Ford Edge ST Line - Salão de Genebra 2018