Fim da parceria com a Renault poderá fazer a Daimler adotar nova estratégia

Principal representante do grupo Daimler no mercado de veículos puramente urbanos, a Smart parece não estar com futuro completamente garantido, ao contrário do que pensam alguns especialistas. Mesmo tendo direcionado esforços para o mercado de elétricos (a marca vende unicamente modelos EV na América do Norte e deverá fazer o mesmo na Europa a partir de 2022), há questionamentos quanto à sobrevivência da marca após o fim do ciclo de vida dos atuais ForTwo e ForFour. O motivo seria o fim da parceria firmada com a Renault, que parece não ter interesse em seguir com a aliança.

Atualmente, os compactos da Smart são construídos sobre uma base comum compartilhada com a Renault (no caso, a mesma plataforma que sustenta o Twingo), o que barateia custos e otimiza o processo produtivo. No entanto, quando encerrado o ciclo de vida da atual geração (provavelmente em 2026), a Renault deixará o projeto e a Daimler será obrigada a procurar uma nova parceira para viabilizar a continuidade dos compactos no mercado - ou simplesmente terá de extinguir a marca Smart.

2017 Smart ForTwo Electric Drive: Review

A revista Automobile Magazine revela que conversas estão sendo mantidas com a chinesa Geely, mas nada foi estabelecido até o momento. Caso seja obrigada a descontinuar a Smart, a Daimler poderá usar a Mercedes-Benz para projetar um novo compacto e indiretamente substituir o ForTwo e o ForFour. Este novo modelo seria colocado no mercado como opção abaixo do Classe A, rivalizando diretamente com Mini Cooper e Audi A1.

Smart Forfour 2017
Smart Forfour 2017

Especulações adiantam que o nome Classe U é bastante cotado, sendo a letra "U" uma referência à pegada urbana e universal do modelo. Três seriam as versões oferecidas: City (com carrocerias de 2 e 4 portas), Shuttle (foco em compartilhamento) e Cargo (variante de apelo comercial).

Fonte: Automobile Magazine

Galeria: 2017 Smart ForTwo Electric