Marca pediu proteção intelectual do desenho da grade frontal do SUV e do esportivo reestilizado

A General Motors está sempre registrando detalhes de seus carros no Instituto Nacional da Proteção Intelectual, mesmo que exista a chance deles não virem ao Brasil. Desta vez, a marca pediu a proteção intelectual do desenho frontal de dois modelos, sendo que um deles nós já sabemos que virá ao nosso mercado, enquanto o outro começa a virar especulação. Tanto a frente do Camaro reestilizado (apresentado no início do ano) quando do SUV Blazer aparecem no INPI.

Leia também

Vamos falar primeiro do que virá ao Brasil. O Chevrolet Camaro passou por uma reestilização, apresentada durante o Salão de Detroit (EUA) em janeiro. Curiosamente, a GM apresentou o esportivo com visual diferente para a versão SS e para a configuração 1LE (com motor 2.0 turbo, o mesmo usado no SUV Equinox). As duas versões aparecem no INPI.

Chevrolet Camaro 2019 - INPI
Chevrolet Camaro SS 2019
Chevrolet Camaro 2019 - INPI
Chevrolet Camaro Turbo 1LE 2019

O novo design do Camaro SS faz com que a frente do esportivo seja composta por uma grade dividida por uma peça preta, onde está o logo da marca. A parte de baixo segue pelo para-choque até as pontas, enquanto a de cima é integrada aos novos faróis. É uma mudança forte em comparação ao modelo atual ou mesmo quando comparado com o 1LE, que tem linha mais comuns, dividindo a grade frontal com o formato da carroceria.

Chevrolet Blazer - INPI
Chevrolet Blazer 2019

Já o outro registro da General Motors no INPI é para a frente do novo Blazer. O SUV foi revelado em junho e será vendido nos EUA entre o Equinox e o Traverse. A imagem mostra a enorme grade frontal e é possível notar a pequena haste horizontal sólida que divide as duas partes da grade e a separa dos faróis. A GM ainda registrou as lanternas do Blazer, dividida em duas partes. Lá fora, conta com o motor 2.5 de 194 cv e o 3.6 V6 de 309 cv, ambos com câmbio automático de 9 marchas.

No momento, apenas o Chevrolet Camaro reestilizado é esperado para o Brasil e sua apresentação pode acontecer no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro. Já o Blazer poderia aparecer como um rival do Ford Edge, só que teria um problema com os preços. O Equinox mais caro custa R$ 162.990 e, logo acima, está o Trailblazer, a partir de R$ 181.990 e que chega a R$ 222.190 com motor diesel. Teria que custar, no mínimo, R$ 230 mil, mesma faixa de preço que o Edge (atualmente vendido por R$ 232.800).

Galeria: Chevrolet Blazer e Camaro - INPI