SUV também recebe nova central multimídia além do motor feito em parceria com a Mercedes-Benz

Após a estreia no ano passado, a nova geração do Duster ganha motores, inicialmente para a Europa. Vendido pela marca Dacia, o SUV compacto passa a contar com o 1.3 TCe turbo, motor que já equipa diversos modelos da Renault, Nissan e Mercedes-Benz - os alemães ajudaram no desenvolvimento deste motor e o utilizam no novo Classe A. Estará disponível em duas versões: 130 cv e 24,4 kgfm, ou 150 cv e 25,4 kgfm. Isto faz com que o Duster seja o modelo mais potente já feito pela subsidiária romena. A boa notícia é que o grupo tem planos de produzir este motor no Brasil, mas aguardava a assinatura do Rota 2030, o novo regime automotivo.

Mais sobre a Renault

Dacia Duster
Dacia Duster

No SUV, o 1.3 TCe envia sua força para as rodas dianteiras. Isso por enquanto, pois a versão 4x4 do novo Duster será lançada no ano que vem. As vendas da versão 4x2 começam em poucas semanas. No Brasil, a nova geração do Renault Duster é esperada somente para o ano que vem. Antes disso, a fabricante irá lançar a picape Alaskan e a reestilização da dupla Sandero e Logan - que, além da mudança visual, passarão a contar com motor 1.6 acoplado com o câmbio CVT, mesmo conjunto usado no Duster atual e no Captur.

2019 Dacia Duster with Media Nav Evolution
2019 Dacia Duster with Media Nav Evolution

Além da nova motorização, a Dacia lança uma versão atualizada da central multimídia Media Nav Evolution, que começará a ser oferecida na Europa no final deste ano. Ganha integração com Android Auto e Apple CarPlay, com suporte para Wze, Whatsapp e Spotify, além de ser mais rápida e fácil de usar, recebendo mais funções. Os europeus gostarão da notícia, já que a Dacia irá manter os preços cobrados atualmente na hora de equipar seus carros com uma central multimídia.

Fonte: Dacia

Galeria: Dacia no Salão de Paris 2018