Sétima geração do ícone fica maior, mais conectada e esportiva

Depois dos diversos flagras e teasers, finalmente acabou o mistério. Eis o novo BMW Série 3. No Salão de Paris, a marca de Munique apresenta a sétima geração de seu ícone pela primeira vez. Ele é magnífico e significa um passo adiante do anterior em diversos aspectos. Será produzido no México, em uma nova fábrica com capacidade para 150 mil carros por ano e que será dedicada para a fabricação do Série 3 - o nosso modelo deve vir de lá, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019.

Leia também

Como de costume, vamos falar apenas das inovações mais óbvias. O duplo rim da grade dianteira cresceu mais ainda. Os faróis de LED seguem o padrão que está no Série 5, mas com uma divisão implícita que destacam agressividade. As formas básicas do sedã esportivo clássico continuam. Na traseira, as lanternas estão escurecidas. Há quem diga que se parece com um Lexus. No para-choque dianteiro, temos luzes diurnas (para as versões sem o pacote M) e um elemento decorativo no para-choque traseiro. 

bmw serie 3 2019
bmw serie 3 2019

Se você quer ver a comparação entre o novo e o antigo, aqui está: 

 

BMW 3er 2019 Front
BMW 3er 2015 Front
BMW 3er 2019 Heck
BMW 3er 2015 Heck

As dimensões do novo Série 3

Como esperado,as dimensões do Série 3 2019 cresceram um pouco. No comprimento, são 76 mm a mais, chegando aos 4,71 m, com 16 mm extras na largura (1,83 m) e a altura é a mesma, com 1,44 m. Para melhorar o espaço interno, temos 41 mm a mais no entre-eixos, chegando aos 2,85 m. Mantém um perfil esportivo, com 43 mm a mais na bitola dianteira e 21 mm na traseira. 

BMW 3er 2019 Modell Sport Line
BMW 3er 2019 Modell Sport Line

Mais leve e dinâmica

De maneira geral, as pessoas que gostam de dirigir podem continuar a pensar no Série 3. Com a plataforma modular da BMW, a CLAR, o G20 é até 55 kg mais leve e 50% mais rígido que o antecessor, com coeficiente aerodinâmico de apenas 0,23 no túnel de vento. A distribuição de peso entre os eixos é de 50/50, como os melhores esportivos. Os amortecedores são novos (usados pela primeira vez pela BMW) e "contribuem significantemente para o equilíbrio entre esportividade e conforto". Eles variam a força de amortecimento para trabalhar no curso da suspensão e trabalham tanto quando a estrada é ruim quanto quando a velocidade é alta. O novo Série 3 é mais rápido e confortável. 

Opcionalmente, há os sistemas da M Sport. Ambos abaixam o carro entre 3 e 10 mm e incluem uma direção adaptativa. Os freios também recebem quatro pistões na dianteira e há o diferencial traseiro com deslizamento limitado, este último apenas para o 330i e 330d. 

Os motores do novo Série 3

Os motores do Série 3 consistem em dois a gasolina e dois diesel com quatro cilindros e um com seis cilindros. Apenas os diesel usam o câmbio manual de seis marchas, ficando com os demais a caixa automática da ZF de oito marchas, já conhecida e elogiada. 

- O 320i tem 184 cv e 30,6 kgfm de torque, indo aos 100 km/h em 7,2 segundos e consumo de 17,5 km/l;

- O novo 330i tem 258 cv e 40,8 kgfm de torque, indo aos 100 km/h em 5,8 segundos e consumo de 17,2 km/l; 

- Para o 318d, 150 cv e 32,6 kgfm, com 0 a 100 km/h de 8,5 segundos e consumo de 23,8 km/l;

- O 320d (único com a opção de tração xDrive) tem 190 cv e 40,8 kgfm e acelera até os 100 km/h em 6,8 segundos. O consumo é de 23,8 km/l. 

- O topo 330d tem 265 cv e 59,1 kgfm. 0 a 100 km/h em 5,5 segundos com consumo de 20,8 km/l. 

No ano que vem será mostrado o híbrido Plug-In 330e, com 292 cv e autonomia totalmente elétrica de 60 km. No 0 a 100 km/h, apenas seis segundos, com consumo de 58,8 km/l. Haverá também um sistema de som que, "dependendo do modo de condução do sistema híbrido, pode ajudar na esportividade ou ser silencioso como um híbrido". 

Na mesma época, haverá a primeira versão esportiva do novo Série 3. O M340i estará abaixo do futuro M3. Terá suspensão própria, tração integral e diferencial M-Sport. O motor 3.0 terá 374 cv e 50,1 kgfm de torque, com 4,4 segundos no 0 a 100 km/h. 

O interior do novo Série 3

O interior do novo Série 3 está mais claro. Há instrumentos analógicos e uma tela de 5,7" com um sistema multimídia de 8,8". O novo Série 3 recebeu a nova interface 7.0, como no novo X5. Também há o quadro de instrumentos totalmente digital de 12,3" com uma tela de 10,3" para entretenimento. A operação pode ser feita por voz ou toque e gestos, mas sem esquecer do clássico iDrive. Há um assistente pessoal da BMW, que, como na Apple, pode ser acionado dizendo "Hey, BMW". Você também pode batizar o seu mordomo virtual como quiser e chamá-lo assim. Ele te entenderá e te ajudará com informações do carro, músicas, navegação e outras funções. Mais recursos aparecerão nas atualizações, feitas automaticamente. 

BMW 3er 2019 Modell Sport Line

As virtudes clássicas quase foram esquecidas. A BMW promete mais espaço para os ombros e cotovelos na frente, assim como para as pernas. O porta-malas mantém os 480 litros da geração anterior. O banco traseiro pode ser rebatido em proporção 40/20/40. Opcionalmente, a tampa traseira elétrica tem abertura por sensor e engate removível. Há também um teto-solar maior, com 10 cm a mais de área. 

Como não poderia deixar de ser, há vários sistemas de assistência. Aqui, a BMW trabalhou pesado, com a lista de série trazendo aviso de saída de faixa e detector de pedestres e ciclistas com freio automático. Opcionalmente, um pacote completo de condução semi-autônoma inclui piloto automático adaptativo com função de tráfego e um auxiliar de retornos. Há também assistente de estacionamento. 

O novo BMW Série 3 fica mais avançado que o Mercedes-Benz Classe C e pode recuperar a coroa de melhor dinâmica. O lançamento no Brasil, segundo apuramos com a BMW, será no segundo semestre de 2019. 

Fotos: BMW e Daniel Messeder, do Motor1.com Brasil, de Paris

Galeria: Nova BMW Série 3 2019