Sistema utiliza estatísticas da polícia para encontrar vagas seguras

O mundo não é um lugar seguro, ainda mais se você dirige um carro de uma marca de luxo como a Mercedes-Benz. Crimes ligados à carros não são nenhuma novidade, mas a marca alemã quer ajudar a reduzi-los, desenvolvendo um novo aplicativo que irá auxiliar o motorista a evitar áreas perigosas quando estiver procurando uma vaga para estacionar.

Usando estatísticas policiais, o programa cria um banco de dados com os locais com maior chance de vandalismo, assalto e outros crimes. O aplicativo deve estar pronto para a próxima geração de carros da fabricante e usaria um sistema baseado em cores para mostrar o nível de segurança dos lugares.

Mais sobre a Mercedes-Benz

“Pegamos os dados divulgados da cidade de Seattle e comparamos estes dados com o das vagas de estacionamento em uma área escolhida", explica Markus Ehmann, desenvolvedor de software da Mercedes, em entrevista ao site Drive. "Podemos escolher uma vaga de estacionamento e analisar quantas ocorrências aconteceram naquela área nas últimas semanas. Verde indica que é uma área segura, então iremos sugerir que estacione ali. Amarelo significa que é 'ok', mas que seria melhorar procurar outro lugar. Já o vermelho significa que você não deveria parar ali."

O serviço será desenvolvido para uma quantidade bem limitada de lugares no mundo, pois precisam que os dados policiais sejam divulgados publicamente. Será oferecido como um aplicativo cobrado à parte pela Mercedes-Benz e irá divulgar outras informações, como a distância a pé entre o carro e o seu destino, preço dos estacionamentos e congestionamentos.

“É muito interessante porquê utiliza conhecimento da geografia local e todo tipo de estatística, como número de crimes e disponibilidade de vagas", adiciona David McCarthy, porta-voz da Mercedes na Austrália. "Se conseguirmos fazer isso, tenho certeza de que a procura será muito alta." Enquanto isso, a Mercedes trabalha em uma plataforma "robusta" para cobrar assinatura para o uso de algumas funções dos seus carros, de acordo com as preferências do cliente.

Fonte: Drive.com.au