Não se preocupe, a marca não ficará totalmente elétrica

A Porsche entrou na lista de fabricantes que viraram as costas para os carros com motores diesel. A razão disso é o aumento significante na demanda por veículos eletrificados (ou seja, híbridos ou elétricos), especialmente na Europa. Em um comunicado oficial, a montadora de esportivos disse que irá apostar tudo na mobilidade eletrificada - serão seis bilhões de euros (cerca de R$ 28,5 bilhões) em uma estratégia que começará a surgir efeito em 2022. Esta será a base para o crescimento sustentável da marca para o futuro.

O aumento de investimentos em veículos eletrificados tem números sólidos para justificar a estratégia da Porsche. A marca diz que 63% dos Panameras vendidos na Europa são híbridos. Do outro lado, a demanda pelos Porsche com motorização diesel está caindo e a empresa diz que a participação global dos modelos diesel caiu para apenas 12% em 2017. Com estes números, é uma decisão inteligente abandonar o diesel e seguir para outra fonte de energia. Além disso, por quê a Porsche iria fazer carros que menos pessoas estão comprando? E o seu futuro elétrico já começa a aparecer, com o futuro Taycan, um esportivo totalmente elétrico que promete chamar a atenção dos fãs dos carros de alta performance.

O futuro do diesel

“Porsche não está demonizando o diesel. Ele é e continuará a ser uma tecnologia de propulsão importante. Como fabricante de carros esportivos, o diesel sempre teve um papel secundário para nós e chegamos a conclusão de que queremos que nosso futuro seja sem o diesel. Naturalmente, continuaremos a cuidar de nossos clientes com modelos diesel com o profissionalismo que eles esperam,” diz Oliver Blume, CEO da Porsche.

Enquanto o diesel sai do portfólio da Porsche, aqueles que ainda não aceitam os carros eletrificados ou os puristas podem ficar tranquilos, pois ainda são a prioridade da fabricante de Stuttgart. A marca continuará a trabalhar em seus motores a gasolina, afirmando que "carros esportivos potentes e emocionais continuarão a desempenhar um papel importante na linha de produtos da Porsche.”

Vale lembrar que a Porsche não é a primeira fabricante a abandonar o diesel em seus próximos carros. A Volvo já confirmou que irá substituir os modelos diesel por híbridos nos próximos lançamentos e a Nissan já encerrou o investimento em motores com este combustível. Pode ser por causa do escândalo do dieselgate, que o Grupo Volkswagen ainda tenta superar, ou pela escolha dos clientes em comprar carros a gasolina ou eletrificados. DE qualquer forma, o futuro do diesel não parece ser bom.

Fonte: Porsche

Galeria: Porsche Taycan - Projeção