A medida será tomada por uma queda na demanda pelo hatch médio

O carro mais vendido da Europa está com problemas? Parece que sim, segundo o jornal alemão Handelsblatt, que publicou que o Volkswagen Golf terá sua produção interrompida em outubro. Ao contrário do que aconteceu com outros carros da empresa, o hatch médio irá parar por apenas uma semana e não será para se adequar às novas regras de emissões da Europa. O motivo seria uma queda na demanda forte o suficiente para forçar a empresa a tomar esta atitude.

Leia também

 

As novas normas de emissões de poluentes na Europa fizeram com que várias fabricantes fizerem alterações nos seus veículos, afetando a produção. Isto levou a interrupções na fabricação e, consequentemente, a um aumento no tempo de espera enquanto esperavam pela homologação. Em alguns casos, a empresa preferiu nem mesmo homologar o carro, como foi o caso do Golf GTI europeu, que a Volkswagen preferiu tirar de linha até o ano que vem, quando ganhará uma nova geração. Essa situação está melhorando, mas e se o problema for a falta de demanda?

VW Golf 1.5 TSI ACT BlueMotion
VW Golf 1.5 TSI ACT BlueMotion

Não é a primeira vez que uma empresa para sua produção para balancear a oferta e a demanda, evitando aumentar os estoques. Especialmente quando falamos de um modelo que é popular, mas que está em produção desde 2012 e se aproxima do fim de seu ciclo (a nova geração do Golf será apresentada no início de 2019). Porém, o Golf não está sozinho, já que o Tiguan e o Passat também estaria em queda, segundo o Handelsblatt. Por enquanto, a Volkswagen não confirma nem nega a informação. O lado bom é que não afetará o Brasil, já que o modelo é produzido em São José dos Pinhais (PR).

Galeria: VW Golf 1.5 TSI ACT BlueMotion