Piloto brasileiro compara Indy e Fórmula 1 e defende halo após acidente de Charles Leclerc com Fernando Alonso no último domingo

Presidente da Comissão Internacional de Kart da FIA, Felipe Massa utilizou sua conta no Twitter para criticar duramente a IndyCar na manhã desta segunda-feira (27).

O ex-piloto da Fórmula 1 usou como pano de fundo o grave acidente de Robert Wickens em Pocono no penúltimo domingo, no qual o canadense sofreu múltiplas lesões e até o momento está no hospital, para disparar contra o campeonato.

Segundo Massa, a Indy não se preocupa como deveria com a segurança dos pilotos. O brasileiro citou a Fórmula 1 como exemplo, com o advento do halo e do Safety Car Virtual nos últimos anos buscando fazer do campeonato o mais seguro possível.

Acidente F1 - Bélgica 2018

Massa usou o acidente da largada do GP da Bélgica do último domingo - no qual Fernando Alonso foi acertado por Nico Hulkenberg e bateu com uma de suas rodas no halo de Charles Leclerc ao voar sobre a Sauber do monegasco - como ponto de diferença entre as duas categorias, pelo feto de Leclerc não ter se machucado.

“Quando você vê todos os acidentes que acontecem na F1 e na IndyCar nos últimos anos, podemos dizer que F1 está sempre tentando melhorar (com o halo, mudanças nas pistas, Safety Car Virtual e etc para melhorar a segurança) e a IndyCar não está fazendo muito...”, disse Massa.

“É inacreditável ver um circuito como o de Pocono, com velocidade média em torno de 360 km/h, com os muros tão baixos assim e com as cercas. São muito, muito perigosas para a segurança!!! Desculpe dizer isso, mas eles precisam procurar segurança dos pilotos...”

As publicações vieram apenas 21h depois de Massa ter dito que “o halo é lindo”, twittando uma foto do halo de Leclerc marcado pela roda de Alonso.