Ao invés da plataforma do March melhorada, SUV compacto adotará a base do Renault Duster

Uma tendência bem comum é que um carro tenha uma versão global e outra para países emergentes, como o Brasil. Foi assim com diversos modelos. Desta vez, podemos comemorar, pois não aconteceu com a gente. O Nissan Kicks indiano será diferente do modelo global, inclusive o brasileiro, adotando a plataforma B0 da Renault, utilizada no Duster, Captur, Sandero e Logan. Isso fará com que seja maior do o SUV fabricado no Brasil. Sua apresentação deve acontecer ainda neste ano, chegando às lojas indianas no início de 2019.

Mais notícias da Nissan:

A informação de que o Kicks de lá será maior foi confirmada por Alfonso Albaisa, vice-presidente de design global da Nissan, durante um evento na Índia. Segundo o Indian Autos Blog, o executivo disse que “este Kicks não será exatamente o Kicks (global). As diferenças são feitas pelas necessidades deste mercado. Alguns dizem que parece melhor por causa do tamanho”.

Nissan Kicks S
Nissan Kicks S Manual

Não é a primeira vez que a Renault-Nissan faz algo do tipo, trocando a plataforma para aumentar um modelo global para um mercado emergente. O Renault Captur vendido no Brasil, por exemplo, passou pelo mesmo procedimento. Enquanto o europeu usa a plataforma do Clio, o SUV nacional tem base do Duster, o que aumentou seu entre-eixos em 67 milímetros. 

 

Resta saber como essa troca de plataforma irá afetar a dinâmica do Kicks. O modelo global usa a base V, uma melhoria da arquitetura do March e que o deixa bem leve – pesa somente 1.109 kg. Na Índia, ele deve deixar de lado o motor 1.6 de 114 cv para adotar o 1.5 utilizado no Captur, que gera 106 cv na versão a gasolina e 110 cv no modelo a diesel. Assim como no Brasil, pode utilizar o câmbio manual de 5 marchas (6 marchas no diesel) e o CVT nas configurações mais caras.

Fonte: Indian Autos Blog

Galeria: Nissan Kicks S Manual