Desde o Ka até a Ranger, toda a gama da marca no país terá o equipamento

Enquanto no Brasil o ESP se tornará obrigatório em veículos novos apenas em 2020, na Argentina muitas montadoras já começam a oferecer o equipamento de série em praticamente toda a linha. Na Toyota, por exemplo, o item só não está presente em algumas versões específicas da Hilux e agora a Ford anuncia que seguirá pelo mesmo caminho a partir de 2019. Nas palavradas de Diego Barruti, gerente de produto da marca, "desde o Ka até a Ranger, todos terão controle de estabilidade de série”.

Mais sobre a Ford:

Diante disso, a Ford se antecipará em cerca de um ano quanto à obrigatoriedade do equipamento. Não custa lembrar, o ESP seria obrigatório na Argentina já a partir deste ano, mas a diferença de datas em relação ao Brasil (que determinou a presença do item a partir de 2020) fez o governo do país vizinho ampliar o prazo. Na época, as montadoras argumentaram que a diferença de datas poderia atrapalhar operações e dificultar processos produtivos, principalmente por conta da sinergia estabelecida entre os dois países neste setor.

Na prática, seria preciso produzir versões distintas de um mesmo modelo para atender aos dois mercados, com diferentes níveis de equipamentos - e consequentemente, aumento de custos. Ficou estabelecido, então, que a partir de janeiro de 2020 todos os carros com projeto novo ou que passem por reestilização terão de vir com ESP, tanto no Brasil quanto na Argentina. E, a partir de janeiro de 2022, o item será obrigatório para todos os veículos à venda, sem exceção.

Fonte: Autoblog Argentina

Galeria: Ford Ka e Ka Sedan 2019

Foto de: Motor1.com