Estado de saúde do ex-CEO da FCA é considerado irreversível

Internado desde o fim da semana passada após complicações decorrentes de uma cirurgia no ombro, Sergio Marchionne, 66, segue em estado de coma e respirando com a ajuda de aparelhos. Conforme relata o site italiano Lettera43, o ex-CEO da FCA sofreu uma embolia cerebral durante o procedimento e, ao que tudo indica, ficará com danos irreversíveis à sua função cerebral. A intervenção cirúrgica foi realizada para tratamento de um câncer (informação até então desconhecida) que acometeu o executivo na forma de um sarcoma invasivo do ombro direito.

Sergio Marchionne

Segundo especialistas, a embolia ocorre quando um coágulo de sangue ou pedaço de placa de gordura se solta e percorre a corrente sanguínea até se alojar em um vaso sanguíneo ou, dependendo do caso, bloquear o fluxo sanguíneo. Marchionne também sofria de um problema crônico na tireóide e tomava remédios há bastante tempo.

Mais sobre Marchionne :

 

Fontes anônimas dizem que o executivo sabia da gravidade do caso há algum tempo, mas preferiu manter a discrição. Desde a semana passada, ele está internado na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário de Zurique, considerado um dos maiores centros médicos da Suíça. Os filhos Allessio Giacomo e Jonathan Tyler acompanham de perto o estado de saúde do pai, assim como a companheira Manuela Battezzato.

Marchionne está oficialmente afastado do comando do FCA desde sábado, quando seu estado de saúde piorou e Mike Manley (até então CEO da Jeep) foi convocado às pressas para substituí-lo no comando do Grupo.

Fonte: AN via Lettera43

Galeria: Sergio Marchionne