Hatch global se destaca pelo conjunto mecânico, segurança e custos baixos

Quando a conta do carro novo ultrapassa os R$ 65 mil, aí já passam a ser "mandatórios" itens como câmbio automático, uma boa central multimídia, motor mais potente e os controles de estabilidade e tração. Nesta faixa de preços temos hatches compactos em suas versões mais completas, sedãs compactos com porte "quase" médio, minivans, SUVs e até um hot hatch de verdade. Vamos aos vencedores:  

Veja o regulamento:

Comparativo VW Polo x Fiat Argo x Honda Fit x Peugeot 208

1) VW Polo TSI Comfortline: R$ 67.990

Revisões: R$ 1.216,20

Desvalorização: 9,2%

Seguro: R$ 3.060,00

Cesta de peças: R$ 2.227,68

A nova geração do Polo chegou com status de modelo global e aproveitando a plataforma do Golf em versão simplificada (MQB-A0). Isso lhe rendeu, além da boa dirigibilidade, uma estrutura 5 estrelas em segurança (Latin NCAP) e itens de carros mais caros, como o diferencial auto-blocante XDS. Também destaca-se pelo motor 1.0 com turbo e injeção direta (128 cv e 20,4 kgfm), que garante o melhor desempenho da categoria e consumo contido. A versão Comfortline já vem com câmbio automático, airbags laterais, ar-condicionado, conjunto elétrico, multimídia de 6,5", controles de estabilidade e tração, rodas de liga aro 15" e sensor de estacionamento traseiro. Por mais R$ 1.865, recebe chave presencial e botão de partida, retrovisor eletrocrômico e borboletas no volante, entre outros itens. Para fechar, ainda tem a cesta de peças mais em conta e o menor seguro entre os finalistas.    

 

 

Volkswagen Virtus 2018

2) VW Virtus TSI Comfortline: R$ 74.680

Revisões: R$ 1.216,20

Desvalorização: 9,2%

Seguro: R$ 3.360,00

Cesta de peças: R$ 2.330,88

O Virtus não é simplesmente um sedã derivado do Polo. Com acréscimo de 9 cm na distância entre-eixos em relação ao hatch (2,65 m contra 2,56 m), o três-volumes oferece espaço bem superior no banco traseiro, além de um porta-malas para 521 litros. Na briga com os rivais, ele leva vantagem também na mecânica (1.0 TSI de 128 cv e 20,4 kgfm com câmbio automático de 6 marchas) e na dirigibilidade. Seus custos são muito próximos aos do Polo, mas a diferença no preço de compra é considerável: R$ 6.690, contra uma média de R$ 5 mil entre hatch e sedã de outros modelos. Daí a segunda posição, mas, se espaço for primordial para você, eis o vencedor.   

 

Toyota Yaris 2019 - Brasil

3) Toyota Yaris Sedan XL Plus: R$ 73.990

Revisões: R$ 1.168,44

Desvalorização: -

Seguro: R$ 3.330,00

Cesta de peças: R$ 2.235,17

A Toyota quer fazer do Yaris Sedan um mini-Corolla. Para isso lhe deu um rodar macio, bom espaço e porta-malas suficiente (473 litros), além de uma boa lista de equipamentos de série. O motor 1.5 (110 cv e 14,9 kgfm) entrega desempenho apenas razoável, mas o câmbio CVT ajuda no conforto e no consumo. Por R$ 74 mil, esta versão vem com botão de partida e chave presencial, central multimídia de 7", retrovisor interno fotocrômico, controles de tração e estabilidade, piloto automático e rodas de liga aro 15". Seus custos de pós-venda não são tão baixos quanto os do Etios, mas ficam na média da categoria. Já a desvalorização ainda não pode ser calculada, por ser um lançamento, mas tem tudo para ser baixa como nos demais Toyota.  

Nissan Kicks S Manual

SUV - Nissan Kicks S: R$ 72.990

Revisões: R$ 1.208,00

Desvalorização: 11,0%

Seguro: R$ 3.170,00

Cesta de peças: R$ 2.461,43

Para quem deseja um SUV sem gastar muito, a versão de entrada do Kicks é uma boa pedida. Roda macio e tem o mesmo motor 1.6 das configurações mais caras (114 cv e 15,5 kgfm), aqui comandado por um câmbio manual de 5 marchas (no lugar do automático CVT dos demais). A lista de equipamentos é enxuta, mas traz o trivial: ar, direção elétrica, conjunto elétrico e rádio com Bluetooth. Por R$ 1.200 extras, vale adicionar o opcional de controle de estabilidade com assistente de partida em rampa. O melhor do Kicks, porém, é que seus custos são basicamente os mesmos de hatches e sedãs compactos. 

 

Dica: Renault Sandero RS: R$ 65.500

Ele é um modelo de nicho, feito para entusiastas. A Renault Sport mexeu arduamente nos sistemas de suspensão, direção e freios do RS, além de colocar o motor 2.0 (150 cv e 20,9 kgfm) e o câmbio manual de 6 marchas vindos do Duster. O preço é acessível para um esportivo e o RS não é caro de manter, tendo custos apenas um pouco maiores do que as versões de entrada do Sandero. É a melhor relação custo-diversão do mercado.  

Sandero RS

Categorias anteriores:

Carros participantes desta categoria:
Chevrolet Onix LTZ AT  
Chevrolet Onix Activ AT  
Chevrolet Prisma LTZ AT  
Chevrolet Cobalt LTZ  
Chevrolet Cobalt Elite  
Chevrolet Spin LT  
Citroën Aircross Live AT  
Fiat Argo HGT  
Fiat Argo Precison AT
 
Fiat Cronos Precision AT
 
Fiat Strada Working CD
 
Ford Ka FreeStyle AT  
Ford Fiesta 1.6 Titanium
 
Ford Fiesta 1.0 Ecoboost
 
Honda City LX  
Hyundai HB20 Premium  
Hyundai HB20S Premium  
Hyundai HB20X Premium  
JAC T40 CVT  
JAC T5 MT  
JAC T5 CVT  
Lifan X60 Talent  
Nissan Kicks 1.6 S  
Nissan Versa SL CVT  
Nissan Versa Unique  
Peugeot 208 Griffe AT  
Peugeot 308 Business  
Peugeot 408 Business  
Peugeot 2008 Allure  
Renault Duster Expression
 
Renault Sandero RS  
Toyota Yaris XL 1.3 AT
 
Toyota Yaris XS 1.5 AT
 
Toyota Yaris Sedan XL AT
 
Toyota Yaris Sedan XL Plus
 
VW Polo TSI Comfortline
 
VW Polo TSI Highline
 
VW Saveiro CD Pepper
 
VW Virtus TSI Comfortline
 
JAC T6  
Suzuki Jimny 4x4