Chefe de marketing garante que os próximos Renault não serão Dacias com o logotipo do losango

Uma nova era está começando para a Renault, e ela irá afetar diretamente o mercado brasileiro. Sylvain Coursimault, gerente global de marketing da Renault, disse ao jornal francês Le Figaro que a empresa não irá mais colocar o seu logotipo nos carros da Dacia para vendê-los em mercados emergentes, como Brasil e Índia. O novo Duster (abaixo) é o último modelo a passar por isso e, a partir dele, a Renault irá desenvolver seus próprios modelos, utilizando apenas as plataformas da divisão romena.

Renault Duster 2019
2018 Dacia Duster official image

Até agora, a Renault pegava os modelos prontos da Dacia, como Sandero, Logan e Duster, e alterava poucas coisas como a grade, para que mantivesse um pouco da identidade visual da empresa francesa. Todo o resto era igual ao original, como plataforma B0 utilizada por todos eles. A ideia da empresa é que eles tenham uma identidade mais consistente ao redor do mundo.

Na prática, o que irá acontecer é o mesmo que vimos com o nosso Captur. Na Europa, ele é um crossover feito com a plataforma da quarta geração do Clio. Para mercados mais pobres, como Rússia, Índia e Brasil, a empresa pegou a arquitetura B0 que a Dacia usa no Duster e desenvolveu uma outra versão, maior e mais simples, mas com design semelhante ao europeu. O futuro Renault Captur Coupe seguirá essa filosofia, já que ele também terá a base B0 do Duster. E podemos esperar por algo semelhante na próxima geração de Sandero e Logan.

Mais da Renault:

Levará um tempo para que essa decisão afete o Brasil, já que ainda temos produtos da Dacia para chegar ao mercado. A Renault deve apresentar a segunda geração do Duster em novembro, no Salão de São Paulo, lançando o SUV nas concessionárias em 2019. Outra novidade prevista para o ano que vem é a reestilização da dupla Sandero e Logan, que terá um design exclusivo por aqui e ganhará câmbio CVT na versão 1.6. Como vimos no registro de desenho industrial feito no INPI (imagens abaixo), eles terão lanternas na horizontal e frente exclusiva.

Renault Sandero 2018 - INPI
Renault Logan 2018 - INPI
 

O primeiro carro da Renault no nosso mercado a adotar essa filosofia deve ser o inédito Captur Coupé. Há alguns meses, a fabricante revelou que pretende lançar este SUV no Brasil, China, Coreia do Sul e Rússia. Porém, a empresa ainda espera que o governo defina o novo regime automotivo Rota 2030 para decidir sobre seus investimentos para os próximos anos. A estreia do crossover será em agosto, no Salão de Moscou (Rússia).

Fonte: Le Figaro

Galeria: Renault Duster 2019