Executivo nos EUA confirma que versão off-road da picape pode receber outros propulsores de acordo com o mercado

Desde que a Ford revelou a Ranger Raptor na Tailândia, a fabricante têm desconversado sobre as chances de levar a picape para outros países, como Brasil e EUA. Os gringos, pelo menos, têm mais esperanças. Mike Levine, gerente de comunicação de produtos da Ford, disse recentemente que iriam falar mais sobre a Ranger Raptor no futuro. Levine também contou em sua conta no Twitter que a motorização pode mudar se ela for feita no país. E ouvimos a mesma história de fontes no Brasil, que revelam que a marca estuda uma Ranger Raptor para o Mercosul, mantendo o 3.2 turbodiesel de cinco cilindros, mas em versão mais potente. Enquanto isso, a picape aparece em testes novamente nos EUA, agora já com o volante do lado esquerdo da cabine. 

Ford Ranger Raptor
Ford Ranger Raptor

Estas são as primeiras imagens da Ranger Raptor pronta para mercados que não utilizam mão inglesa. Até agora, todas as unidades flagradas por aí mostravam o volante do lado direito da cabine. Isso é um forte indício de que a Raptor será vendida no ocidente. O segmento está crescendo e ganhando novos participantes, alguns deles apostando em motores mais potentes, como a Mercedes-Benz Classe X e a Volkswagen Amarok, ambas com motores V6. A Ranger Raptor certamente teria público no Mercosul.

 

Tirando o fato de ter o volante do lado esquerdo, a Ranger Raptor que avistamos desta vez é praticamente igual ao do flagra anterior, com exceção da cor vermelha. Tem a mesma frente agressiva, com para-lamas alargados, maior vão livre do solo e detalhes visuais que a deixam mais robusta.

Mais sobre a Ford Ranger:

Quando a Ford revelou a Ranger Raptor na Tailândia, o fez com o novo motor 2.0 diesel biturbo de 213 cv e 51 kgfm de torque, combinado a uma transmissão automática de 10 marchas. Levine disse que, nos EUA, ela poderia utilizar o 2.3 turbo a gasolina que também equipa o Ford Mustang, mantendo o câmbio de 10 marchas. Por aqui, ela usaria o atual 3.2 turbodiesel, configurado para passar dos atuais 200 cv, mas seguiria com a caixa automática de 6 posições.

Vamos torcer para que a Ford tome uma decisão logo e ao menos exiba a Ranger Raptor no Salão de São Paulo, em novembro.

Fotos: Automedia

Galeria: Ford Ranger Raptor - Novo flagra nos EUA

Foto de: Automedia