A nova geração "contra" sua antecessora, para mostrar o que mudou no pequeno utilitário

Seria divertido saber o que os donos da segunda geração do Suzuki Jimny acharam da nova versão, apresentada em 1997. Podem não ter gostado muito, já que ela mudou radicalmente, abandonando seu design mais quadrado para adotar linhas mais arredondadas. Agora estamos vendo o inverso, pois a quarta geração do SUV deixa de lado o visual arredondado para voltar a parecer mais quadrado. Por isso que preparamos uma comparação de design entre o novo e o velho Jimny.

Os faróis voltam a ser redondos

Não importa o ângulo para o qual você olhe, é difícil encontrar pontos em comum entre o Suzuki Jimny ainda feito no Brasil e a nova geração, embora ainda tenha algumas similaridades. A grade frontal, por exemplo, é bem parecida, com quatro entradas de ar e o logo no meio. Sua aparência é mais esculpida e com aspecto mais robusto. Ganhou faróis realmente redondos como da nova geração. Antes que pergunte, sim o modelo nacional parece ser diferente, mas é por usar uma máscara por cima do conjunto dos faróis, que acaba dando a aparência de serem redondos, o que não acontece com o modelo foram do país. O capô não tem nenhuma ligação com os painéis laterais. Parece continuar com um vão livre bem generoso. Não tem protetores anti-arranhões tão grandes quanto antes, especialmente nas laterais.

Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado
Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado

Quase uma caixinha

Essas poucas semelhanças desaparecem completamente na lateral, pois a quarta geração do Jimny se inspira no primeiro e segundo modelo. Os vidros laterais são totalmente quadrados, sem as bordas redondas como a versão de 1997. As caixas de rodas também tem ângulos retos, assim como as portas. O tanque de combustível continua do lado direito. O novo Jimny não lembra o antigo nem na traseira, com as lanternas posicionas mais abaixo.

Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado
Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado

Interior mais atual

Se o exterior tem linhas retrô, o mesmo não pode ser dito do interior e do console central: ganha uma grande tela para a central multimídia (provavelmente de 7 polegadas, como utilizada por outros carros da Suzuki) e você não terá a impressão de ser um carro desatualizado, graças aos novos comandos para o ar-condicionado com uma pequena tela. No entanto, há referências ao passado, como os parafusos que prendem o painel de instrumentos. E tem algumas melhorias, como na marcha reduzida, para aumentar ainda mais a capacidade off-road do Jimny.

Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado
Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado

 

Galeria: Novo Suzuki Jimny: comparação lado a lado