Próxima geração do hatch adotará motor 1.5 com outro elétrico, da mesma forma que o sedã Insight

Além de apostar em uma versão totalmente elétrica do Honda Fit, a marca japonesa também quer fazer mudanças para a variante híbrida. Segundo o site Nikkei, a fabricante irá equipar o hatchback com o mesmo conjunto utilizado pelo sedã Insight, chamado i-MMD, composto pelo motor 1.5 i-VTEC combinado a dois outros elétricos, aposentando o sistema atual que utiliza apenas um motor elétrico.

Leia também:

A justificativa para esta alteração é financeira. O sistema usado atualmente pelo Fit híbrido disponível em alguns mercados é bem mais caro do que o conjunto que o Insight estreou, além de ser menor. Como o objetivo da Honda é eletrificar 2/3 de todos os seus veículos, o i-MMD terá um papel importante, permitindo que modelos mais baratos tenham uma variante híbrida.

O Honda Fit atual utiliza um 1.5 combinado a um câmbio automatizado de dupla embreagem e 7 marchas, e outro elétrico, sendo capaz de rodar usando apenas a carga da bateria. Os testes do governo japonês apontam que ele tem um rendimento de 37 km/l. É bem menos do que o Insight, que faz 23,4 km/l pelo teste feito nos EUA.

 

Embora o futuro da Honda seja eletrificado, a marca ainda não dá sinais de que trará estas motorizações ao Brasil. O que chegou mais perto disso foi a apresentação do sedã Clarity FCV no Salão do Automóvel de São Paulo de 2016, movido à hidrogênio e que veio apenas para demonstração.

Fonte: Nikkei
Fotos: Motor1.com

Galeria: Honda Fit 2018