Cotada para o Salão do Automóvel, quarta geração do SUV terá sistema semi-autônomo como opcional

A BMW revela nesta terça-feira (5) o novo X5, a quarta geração do SUV grande da empresa alemã que começará a ser vendida nos EUA em novembro deste ano. Produzido na fábrica norte-americana em Spartanburg, o utilitário ficou maior e recebe mais equipamentos, sendo o primeiro carro da marca a vir com o Live Cockpit Professional, novo painel digital de 12,3 polegadas.

Leia também:

Visualmente, o BMW X5 é bem familiar ao X3, já que a identidade de design da empresa não mudou. Está com uma grade com entradas de ar maiores e os faróis contam com LED adaptativo de série, com os faróis a laser como opcional. Na traseira, traz lanternas em LED e o porta-malas agora é de duas seções. Está vendo a linha logo abaixo do logotipo do modelo (na foto abaixo)? A parte de baixo abre para baixo, facilitando o trabalho de colocar a bagagem.

BMW X5 2019
BMW X5 2019

As maiores mudanças estão na cabine. O X5 recebe duas telas de 12,3 polegadas, uma para a central multimídia e outra para o painel de instrumentos. É o primeiro carro da BMW a usar o que a marca chama de Live Cockpit Professional, com tela TFT que ocupa todo o espaço – até agora, a marca alemã usava um painel menor que mesclava os contornos de um conta-giros e velocímetro tradicionais. O espaço do centro é utilizado para mostrar informações do sistema ou instruções do navegador, enquanto o velocímetro e o conta-giros ficam nas bordas.

BMW X5 2019

Para realçar a luxuosidade, a BMW encheu o X5 de tecnologias. Vem com ar-condicionado de quatro zonas, teto solar panorâmico (30% maior do que o modelo anterior), iluminação interior em LED inclusive para o carpete, sistema de som opcional da Bowers & Wilkins com 20 alto-falantes e 1.500 watt de potência, sistema de entretenimento para passageiros com duas telas de 10,5 polegadas e mais. A BMW ainda oferecerá uma terceira fileira de bancos como opcional a partir de dezembro.

BMW X5 2019
BMW X5 2019

Virá com uma boa quantidade de sistemas de auxílio, como sensor de ponto cego, aviso de permanência em faixa e monitor de pedestres. Pagando mais um pouco, é possível equipar o novo X5 com o Active Driving Assistant Professional, que traz controle de cruzeiro adaptativo, que não só acompanha o trânsito como é capaz de virar o volante automaticamente em curvas menos acentuadas e mudar a velocidade máxima de acordo com as placas de trânsito.

Na motorização, teremos o X5 xDrive 40i equipado com o 3.0 turbo de seis cilindros em linha, produzindo 340 cv e que acelera de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos. Logo acima estará o X5 xDrive 50i com o 4.4 V8 de 462 cv que reduz o tempo de aceleração para menos de 5 segundos. Ambos trabalham com uma transmissão automática de 8 marchas com conversor de torque e tração integral xDrive.

O BMW X5 começará a ser vendido primeiro nos Estados Unidos, em novembro, aproveitando que será produzido somente por lá, ainda sem preços divulgados. Motor1.com apurou que a marca seguirá vendendo o SUV no Brasil e que a apresentação pode acontecer no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, enquanto as vendas ficariam para 2019.

Fotos: Divulgação

Galeria: BMW X5 2019