Modelo maior que o Duster, ainda cercado de mistérios, será apresentado em agosto na Rússia

Um dos principais lançamentos do grupo Renault em 2018, o inédito SUV intermediário que a empresa desenvolve para mercados emergentes está cada vez mais próximo de ser revelado. Ainda cercado de mistérios, este novo modelo terá atuação específica no segmento C (ou seja, será maior do que Duster e Captur, enquadrados no segmento B) e será vendido tanto sob a bandeira da Renault quanto das marcas Dacia e Samsung. Chegará à Rússia, países do leste europeu, Coreia do Sul e Brasil.

Leia também:

Além disso, é certo que terá visual como principal atrativo comercial. Nesse aspecto, em especial, o caimento diferenciado do teto chamará bastante atenção e aproximará o novo SUV do público jovem. Segundo fontes internas, a ideia da Renault é garantir a sensação de robustez e segurança de um utilitário, com a esportividade e o estilo de um cupê. A plataforma a ser usada será uma versão simplificada da base modular CMF, e a fábrica de Moscou será a primeira no mundo a receber a novidade.

Planos da Renault para SUV-cupê

Embora muitos possam lembrar que a marca já tem o Kadjar como opção intermediária entre Captur e Koleos, o novo modelo chegará para atuar justamente em mercados onde o primeiro não é comercializado. É justamente o caso da Rússia e do Brasil. Por aqui, aliás, a Renault aguarda apenas o desenrolar do programa Rota 2030 para confirmar (ou não) o lançamento.

A estreia oficial está marcada para acontecer em agosto, no Salão de Moscou. Por enquanto, o modelo aparece apenas em teasers, como neste calendário comemorativo de 50 anos da Dacia (abertura).

Fotos: Divulgação

Galeria: Planos da Renault para SUV-cupê